A história do Esporte

Os esportes fazem parte do cotidiano de muitas pessoas e atualmente são vistos com muita importância, não apenas para a manutenção da saúde física e mental, mas também como mecanismo de inclusão social. Para entender melhor como chegamos ao modelo de práticas desportivas que temos hoje é necessário conhecer a história do esporte através dos tempos.

Segundo Manoel Tubino, um dos mais relevantes autores dessa área, a história do esporte pode ser dividida em três períodos. Que são:

• Esporte Antigo: período que abrange desde o início das práticas desportivas até a primeira metade do século XIX.

• Esporte Moderno: intervalo de tempo que compreende desde 1820 até 1980.

• Esporte Contemporâneo: período que transcorre desde 1980 em diante, ou seja, até o momento atual.

Os esportes tiveram suas origens em atividades não organizadas, mas de fundamental importância para a manutenção da vida.

Na Antiguidade, as práticas esportivas não se pareciam com as que conhecemos hoje. Em razão disso, eram conceituadas como práticas pré-esportivas. Algumas eram úteis para a sobrevivência do homem, como a corrida e a caça. Outras eram mais uma preparação para guerras, como a esgrima e as lutas (TUBINO, 2010).

Com o desenvolvimento humano, muitas dessas práticas pré-esportivas oriundas do Esporte Antigo desapareceram com o passar do tempo. Outras foram se transformando em esportes.

Os esportes podem ser classificados como Autótonos e Tradicionais, de acordo com a interferência ou não de outras culturas além da que deu origem à esse esporte.

Os Esportes Autótonos podem ser considerados “esportes puros”, isto é, esportes que continuaram a ser praticados ao longo do tempo sem receber influências de outras culturas. Quando os Esportes Autótonos permanecem como prática, mas com modificações de outras culturas, geralmente de nações colonizadoras, passam a ser chamados Esportes ou Jogos Tradicionais (TUBINO, 2010, p.21).

A Grécia Antiga é vista como o berço dos esportes e os jogos gregos são considerados como as primeiras manifestações esportivas.

Eram “festas populares, religiosas, verdadeiras cerimônias pan-helênicas, cujos participantes eram as cidades gregas” (TUBINO, 2010, p. 22).

Existiram diversos Jogos Gregos, os registros históricos mencionam como principaisos Jogos Fúnebres, os Jogos Píticos, os Jogos Ístmicos, as Panatenéias e, principalmente, os Jogos Olímpicos da Antiguidade.

Os Jogos Olímpicos da Antiguidade são tidos como a principal manifestação esportiva de toda a era antiga. Esses eventos eram celebrados na cidade de Olímpia, na localidade de Élida, em um bosque sagrado chamado “Altis”, em homenagem a Zeus Horquios. Desde essa época, os Jogos já eram realizados a cada quatro anos. Esses Jogos eram anunciados pelos arautos que proclamavam um período onde as guerras estavam proibidas e eram organizados e esenvolvidos por sacerdotes denominados helenoices.

As principais provas eram: corrida de estádio, corrida do duplo estádio, corrida de fundo, luta, pentatlo, corrida das quadrigas, pancrácio, corrida de cavalos montados, corrida com armas, corrida de bigas, pugilato e outras (TUBINO, 2010, p. 22).

Ainda podemos observar que na civilização romana os esportes tiveram um caráter mais voltado para o combate e na Idade Média os torneios desportivos, ainda que escassos, eram mais agressivos.

As práticas esportivas passaram a ser relacionadas a lutas violentas e até mortais. Apostas referentes aos resultados de lutas, corridas curtas, etc. motivaram o público nos séculos XVIII e XIX.

O Esporte Moderno foi criado na Inglaterra, quando em 1820 codificaram e criaram regras nos esportes existentes na época. Esse modelo se espalhou pela Europa incentivando a criação de clubes desportivos. Mas foi em 1896, com a restauração dos Jogos Olímpicos por Pierre de Coubertin que o esporte se fortaleceu na sociedade. Período no qual as práticas desportivas foram se dividindo em amadoras e profissionais.

O acontecimento mais relevante para o surgimento do período conhecido como Esporte Contemporâneo foi a publicação da Carta Internacional de Educação Física e Esporte, um documento criado pela UNESCO em 1978, que trouxe o conceito de que as práticas desportivas eram direito de todas as pessoas. Era o início de uma compreensão do esporte como ferramenta social e que pudesse ser praticado visando um mundo melhor.

Portanto, o esporte teve sua história composta por diversos momentos sendo motivado por necessidades pertinentes ao ser humano e aspectos culturais e sociais de cada período.

Quer saber mais sobre o assunto? Conheça nosso portfólio de cursos na área de Educação Física e Esportes.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Conhecimentos Gerais.

Mais artigos sobre o tema