Amplitude articular do quadril

A flexão do quadril é o movimento que leva a face anterior da coxa ao encontro do tronco, de modo que a coxa e o conjunto do membro inferior são levados para diante do plano frontal que passa pela articulação. Os principais músculos responsáveis por este movimento são situados na parte anterior da coxa:

  • – psoas;
  • – ilíaco;
  • – sartório;
  • – reto femoral;
  • – tensor da fáscia lata.

O movimento ocorre no plano sagital, entre a cabeça do fêmur e o acetábulo do ilíaco. Neste teste, manter o membro oposto plano sobre a mesa para controlar a inclinação pélvica posterior e evitar a movimentação lombossacra. Amplitude articular com o joelho fletido: 0°- 125°.

Extensão do quadril

A extensão leva o membro inferior para trás do plano frontal. A amplitude da extensão do quadril é mais fraca que a da flexão. Os músculos extensores do quadril são os músculos da região glútea e posteriores da coxa:

  • – glúteo máximo;
  • – fibras posteriores de glúteo médio;
  • – fibras posteriores de glúteo mínimo;
  • – porção longa do bíceps femoral;
  • – semitendinoso;
  • – semimembranoso;
  • – porção extensora do adutor magno.

O movimento ocorre no plano sagital. O indivíduo deverá manter as espinhas ilíacas anterossuperiores planas sobre a mesa para se ter certeza de que o movimento irá ocorrer nas articulações do quadril e não nas vértebras lombares. Neste teste, evitar a inclinação pélvica anterior. Amplitude articular: 0°-10°.

Abdução do quadril

A abdução leva o membro inferior para fora e o afasta do plano de simetria do corpo. Os principais músculos responsáveis por este movimento são o glúteo médio, glúteo mínimo, o tensor da fáscia lata e as fibras superiores do glúteo máximo. Neste teste, evitar a rotação medial ou lateral do quadril. Amplitude articular: 0°- 45°.

Adução do quadril

A adução leva o membro inferior para dentro e o aproxima do plano de simetria do corpo. Os principais músculos responsáveis por este movimento são o pectíneo, adutor longo, adutor curto, adutor magno e grácil. Na posição teste, o movimento de adução ocorre no plano frontal. Evitar a rotação medial do quadril e a inclinação lateral da coluna. Amplitude articular: 0°- 30°.

Rotação interna do quadril


A rotação do quadril ocorre em torno do eixo mecânico do membro inferior. A rotação interna é o movimento que leva a perna para fora. Com o joelho completamente estendido, não existe a seu nível nenhuma rotação, e somente o quadril é responsável pelo movimento.

Os rotadores internos são o glúteo mínimo, tensor da fáscia lata, fibras anteriores de glúteo médio. Na posição teste, o movimento ocorre no plano transversal. Evitar a rotação e a inclinação lateral da pelve para o mesmo lado; evitar que a pelve se afaste da mesa. Amplitude articular: 0°- 45°.

Rotação externa do quadril


A rotação externa é o movimento que leva a perna para dentro. Os principais rotadores externos são:

  • – o piriforme;
  • – obturador externo e interno;
  • – gêmeo superior e inferior;
  • – quadrado femoral;
  • – fibras posteriores do glúteo médio;
  • – sartório;
  • – porção longa do bíceps femoral;
  • – pectíneo;
  • – grácil;
  • – adutores longo, curto e magno.

Neste teste, evitar a rotação da pelve para o lado oposto; evitar a adução do quadril; evitar a inclinação contralateral da pelve e a flexão ou rotação ipsilateral do tronco. Amplitude articular: 0°- 45°.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os cursos da área e continue nos acompanhando.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema