As células que constituem o tecido conjuntivo

Além do material intercelular, o tecido conjuntivo é constituído por diferentes tipos de células. Cada célula apresenta características morfológica e funcional próprias. São elas:

• Fibroblastos;

• Macrófagos;

• Células Mesenquimatosas Indiferenciadas;

• Mastócitos;

• Plasmócitos;

• Células Adiposas;

• Leucócitos.

O que são os Fibroblastos?

É a célula mais comum do tecido conjuntivo e principal responsável pela produção das fibras e da substância fundamental. Pode ser encontrada sob duas formas: fibroblasto e fibrócito.

O que é fibroblasto?

Forma jovem da célula em intensa atividade. Apresenta longos prolongamentos citoplasmáticos e núcleo grande. Não se divide com frequência, somente quando solicitado.

Fibrócito: O que é na célula?

Forma madura da célula, menos ativa. Apresenta-se menor que o fibroblasto, com menor número de prolongamentos citoplasmáticos e núcleo menor. Pode voltar para a forma jovem em determinadas circunstâncias, como nos processos de cicatrização, voltando a sintetizar fibras.

Macrófagos: Célula grande, derivada do monócito, rica em lisossomos, com grande capacidade fagocitária. Fagocitam restos celulares, microrganismos invasores, partículas inertes que penetram no organismo, etc. Podem ser fixos ou móveis.

Macrófagos Fixos: Também conhecido como histiocitose, são fusiformes ou estrelados e apresentam o núcleo ovoide. Possuem menor atividade fagocitária.

Macrófagos Móveis: São células irregulares por estarem em movimento e apresentam núcleo geralmente reniforme (forma de rim). Possuem maior atividade fagocitária.

Células Mesenquimatosas Indiferenciadas

Célula alongada, encontrada no tecido embrionário. Nos adultos são chamadas de células adventícias por se localizarem ao redor dos vasos sanguíneos. Forma novos fibroblastos durante o processo de cicatrização de feridas e possuem a capacidade de se diferenciar em qualquer tipo de célula do tecido conjuntivo.

Mastócitos

Célula globosa e com núcleo geralmente esférico e central. Desempenha papel nos mecanismos de inflamação, alergia e imunidade.

Contém na superfície de sua membrana, receptores para anticorpos do tipo IgE (anticorpo relacionado com processos alérgicos) produzido pelos plasmócitos.
Em seu citoplasma existem grânulos constituídos por histamina, heparina e outros mediadores químicos.

Na presença de antígeno, ocorre a formação do complexo antígeno-anticorpo e consequentemente a degranulação do mastócito, promovendo reações de sensibilidade imediata, como as alergias.

Plasmócitos

 São células originadas dos linfócitos, de forma oval, com núcleo esférico e excêntrico. São encontrados em menor número no tecido conjuntivo, exceto nos locais sujeitos a penetração de microrganismos e em maior número em áreas de inflamação crônica.

Sua principal função é sintetizar anticorpos que possuem papel na defesa do corpo contra infecções.

Células Adiposas

são células especializadas no armazenamento de gordura.

Será mais bem estudada quando falarmos sobre o tecido adiposo no tecido conjuntivo de propriedades especiais.

Leucócitos

Leucócitos são células também conhecidas como glóbulos brancos. São produzidas na medula óssea e estão presentes no sangue, órgãos linfoides e vários tecidos conjuntivos.

Podem ser granulócitos (neutrófilos, eosinófilos e basófilos) ou agranulócitos (linfócitos e monócitos). No conjuntivo normalmente os mais frequentes são os eosinófilos e linfócitos.

Eosinófilos

São células do sistema imune, com núcleo bilobulado (Que se parece com um “fone de ouvido”) e com grânulos citoplasmáticos. Estão envolvidos no processo alérgico e na resposta contra parasitas e certas infecções.

Tipos de Linfócitos

São células pequenas e com núcleo esférico, apresentando pouco citoplasma. Podem ser de dois tipos: Linfócitos B e Linfócitos T.

– Linfócitos B


Produzidos e amadurecidos na medula óssea. Estão envolvidos com a resposta imune humoral. Dão origem aos plasmócitos que sintetizam anticorpos. Eles têm vida curta e representam cerca de 30% dos linfócitos.

– Linfócitos T


Linfócitos produzidos na medula óssea e amadurecidos no timo. Estão envolvidos com a resposta imune do tipo celular (mais lenta que a humoral). Produzem linfocinas e participam do mecanismo de rejeição de enxertos. Representam cerca de 70% dos linfócitos.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os cursos da área e continue nos acompanhando.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema