Fungos: Características gerais

 

O fungo está presente naquele pão embolorado, aquela fruta com manchas verdes ou um copo sujo na pia que acaba criando fungos verdes. Com certeza, alguém já passou por uma situação desagradável como essa. Os fungos são seres vivos e, por mais desagradáveis que possam ser, são importantes para diversas atividades e funções do dia a dia.

Mas afinal, o que são os fungos?

Os fungos são grupos formados por organismos unicelulares ou pluricelulares que se alimentam através da absorção de nutrientes.

Através de enzimas é a alimentação dos fungos é realizada e então são absorvidas por meio da célula e junto com as bactérias, os fungos são os causadores da putrefação e decomposição de toda a matéria orgânica.

Características principais

No inicio da sua existência, os fungos eram considerados como plantas e a pouco se percebeu uma grande diferença entre eles. Enquanto a planta cresce através da fotossíntese, os fungos crescem através da absorção que falamos acima.

Importante elucidar que os fungos tratam-se de micro-organismos eucariontes, podendo ser uni ou pluricelulares que são os mais frequentes e  que não possuem clorofila, portanto, não podem sintetizar o seu próprio alimento a partir da matéria orgânica, ocorrendo assim que a sua alimentação se dá heterotroficamente que portanto, não consegue produzir a sua própria alimentação.

As diferenças entre os tipos

saprófito, caso apenas transformem a matéria orgânica em matéria inorgânica, através do lançamento de enzimas pelas hifas que degradam a matéria orgânica ou simbiótico, caso dependam de um outro indivíduo para sobreviver.

Quando saprófitos, os fungos vivem sobre a matéria orgânica, entre a qual lançam as suas hifas, que vão proceder à digestão extracorporal descrita, fazendo passar os nutrientes por todo o organismo do fungo.

A disciplina científica que estuda os fungos chama-se micologia. Os fungos figuravam nas antigas classificações como uma divisão do reino das Plantas; mas, atualmente, muitos cientistas os consideram um grupo completamente separado dos outros, que evoluiu a partir de flagelados sem pigmentos. Ambos os grupos se incluem no reino Protista. Também se classifica os fungos como um reino à parte, devido à complexidade de sua organização.

Fungos do Reino Fungi


Eles pertencem ao reino Fungi, uma das características é que eles são seres eucariontes, com apenas um núcleo e podem ser unicelulares (leveduras) e pluricelulares (cogumelos). Eles também são seres heterotróficos, ou seja, não sintetizam o próprio alimento.

Fungos Pluricelulares


O tipo pluricelulares são formados por hifas. As hifas são um malha filamentosa que juntas forma um pseudo tecido chamado de micélio. O micélio tem como função a sustentação, bem como, crescimento e obtenção de alimentos, sendo responsável pela produção de esporos (reprodução sexuada). A reprodução deles também pode acontecer de forma assexuada por meio de brotamento ou fragmentação.

A importância para a natureza


Outra característica é a sua importância na natureza, é por meio deles que conseguimos matéria orgânica, assim como são responsáveis pela reciclagem de carbono, de nitrogênio e outros compostos do solo.

Um tipo mais importante para a sociedade foi o Penicillium, que é o fungo que deu origem ao antibiótico mais importante para a população a Penicilina.

Gostou do conteúdo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os nossos cursos e continue nos acompanhando!

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto! Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema