Ceticismo e dogmatismo na filosofia – em que você acredita?

Toda pessoa carrega consigo pensamentos norteadores para o seu comportamento em sociedade, cada pessoa é diferente em sentimentos, emoções, ideais e preceitos morais. O ceticismo e o dogmatismo na filosofia é um claro exemplo que a sociedade possui diferentes maneiras de questionar o seu propósito de vida e causas existenciais. Esses dois conceitos dividem as pessoas, causando diversos questionamentos acerca de suas definições e também dividindo as pessoas em grupos de céticos ou dogmáticos. Neste artigo vamos abordar um pouco mais sobre esses conceitos.

Dogmatismo

O dogmatismo é um termo que designa uma verdade em caráter absoluto ou indiscutível, sem necessariamente ser comprovada de alguma maneira observacional. Essas verdades não estariam sujeitas à críticas ou investigações para comprovar a sua veracidade, um bom exemplo de dogmatismo é a bíblia, aceita pelos cristãos como uma fonte de verdade incontestável.

Esse conceito está muito ligado as religiões ou teorias especificas, onde o indivíduo crê em algo como sendo uma verdade absoluta, não questionando assim ensinamentos, costumes, determinadas leis ou regras.

Ceticismo


O ceticismo parte basicamente de um pressuposto: a dúvida. Não existe verdade absoluta ou inquestionável, toda e qualquer afirmação está passível de questionamentos e os céticos fazem esses questionamentos através de discussões sobre os mais variados temas. Dentro do ceticismo existem duas correntes distintas: o ceticismo científico e o filosófico.

O ceticismo filosófico avalia as verdades relativas à mente humana, por exemplo, “porque as pessoas ficam apaixonadas? ” “O que é amor? ” “ Porque existem pessoas más? ” “ Porque temos sentimentos específicos? “ Esses são alguns questionamentos que o ceticismo filosófico aborda.

Já o ceticismo científico questiona as descobertas provenientes de investigações científicas, exemplo “Qual é o futuro do universo? ”, “ Existe vida em outros planetas? ” .“O teletransporte é possível? ” ,“ Qual a cura para o câncer? ”, O ceticismo cientifico trata dessas questões ligadas a ciência, ao universo e traz questões pertinentes para muitas questões da humanidade.



Em quê acreditar?


O ser humano é um ser racional e com o livre arbítrio para adotar as suas próprias verdades, para muitos as respostas existenciais são respondidas com base na religião e no espiritualismo ou até mesmo essas respostas estão na ciência,  para outros a verdade absoluta nunca existirá, todo e qualquer fato merece ser investigado.

O ceticismo inevitavelmente conduziu a sociedade ao desenvolvimento tecnológico, a necessidade de respostas torna essa linha de pensamento mais benéfica para a sociedade como um todo, porém a frustação de não obter respostas para todos os problemas pode desenvolver uma vida sem sentido, desse ponto de vista ser adepto de dogmas religiosos e espirituais permite um conforto maior para a consciência, uma vez que muitas religiões acreditam em paraíso, reencarnação e demais formas de prolongar a existência no universo e descobrir mais respostas

Desta forma, o ceticismo e o dogmatismo se complementam, estão presente no sentimento de muitas pessoas, sejam questionando questões relacionadas a ciência e ao universo mas que ao mesmo tempo tem suas crenças religiosas onde se encaixa o dogmatismo.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Conhecimentos Gerais.

Mais artigos sobre o tema