Crescimento físico durante a infância até a adolescência

Conheça as etapas do crescimento, bem como a idade, peso, altura de cada etapa de vida.

Crescimento de acordo com a idade

0 a 6 meses: Ganho semanal médio de 140 a 200 g. O peso ao nascer dobra por volta de 4 a 6 meses. Ganho mensal médio de 2,5 cm
6 a 18 meses: Ganho semanal médio de 85 a 140 g. O peso ao nascer triplica por volta de um ano. Ganho mensal médio de 1,25 cm
18 meses a 3 anos: Ganho anual médio de 2 a 3 Kg. Altura por volta dos dois anos, aproximadamente a metade da altura do adulto.
1 a 2 anos: Ganho anual médio de 2 a 3 Kg. Ganho médio de 12 cm
2 a 3 anos: Ganho anual médio de 2 a 3 Kg. Ganho médio de 6 a 8 cm
3 a 6 anos: Ganho anual médio de 1,8 a 2,7 Kg. Ganho anual de 6 a 8 cm
6 a 12 anos: Ganho anual médio de 1,8 a 2,7 Kg. Ganho anual de 5 cm
Menina 10 a 14 anos: Ganho médio de 17,5 Kg. 95% da altura de adultos atingida por ocasião da menarca.
Menino 12 a 16 anos: Ganho médio de 23,7 Kg. Ganho médio de 20,5 cm. 95% da altura de adulto atingida por volta dos 15 anos. Ganho médio de 27,5 cm

Compreenda como funciona a evolução
O gráfico abaixo apresenta as curvas de distância do crescimento linear, as estaturas médias em cm atingidas nas sucessivas idades pela população de referência da NCHS – National Center of Health Statisties.

Gráfico: Este gráfico representa que a altura média entre os meninos e as meninas é praticamente a mesma até os doze anos de idade, após há um crescimento maior na média entre os meninos se comparados com as meninas. FONTE: Ministério da Saúde (2002). 
No gráfico abaixo estão incrementados em estatura de uma idade para outra apresentada sob a forma de crescimento anual em cm/ano, ou seja, curva de velocidade do crescimento.

Gráfico 3: Neste gráfico, observa-se que a diferença dos centímetros adquiridos a cada ano é pequena até os doze anos, sendo que nesta idade a velocidade do crescimento das meninas recaí para 5 cm enquanto o crescimento dos meninos eleva-se em torno de 7 cm. Aos quinze anos as meninas possuem uma média de velocidade de 2 cm enquanto os meninos estão em torno de 6 cm. FONTE: Ministério da Saúde (2002). Os gráficos abaixo, representam curvas de distância de crescimento em estatura femininas e masculinas respectivamente obtidas pelo resultado da Pesquisa Nacional sobre Saúde e Nutrição (PNSN) e da população de referência da NCHS.

Gráfico: No gráfico acima é possível observar que as meninas brasileiras possuem uma média de crescimento inferior as da população feminina estudada pela NCHS, sendo esta diferença mais acentuada aos treze anos, permanecendo inferior constantemente até os dezoito anos de idade. Entretanto, no primeiro ano de vida, a média é praticamente igual em ambas as populações estudadas. FONTE: Ministério da Saúde (2002).

Gráfico: A representação gráfica mostra que o primeiro ano de vida das duas populações de meninos estudadas possuem praticamente a mesma média de crescimento, diferenciando-se mais a partir dos doze anos, quando os meninos brasileiros possuem uma média inferior se comparados com os meninos estudados pela NCHS sendo constante até os 18 anos. FONTE: Ministério da Saúde (2002).
Verifica-se que tanto as curvas dos meninos como das meninas têm aspectos parecidos, entretanto a partir do segundo ano de vida os valores dos brasileiros estão inferiores aos da população de referência da NCHS.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os cursos da área e continue nos acompanhando.  

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema