Diferenças entre luta, arte marcial e modalidade de combate

Um erro muito corriqueiro cometido pela população, diz respeito ao conceito epistemológico de alguns termos usados para expressar coisas que são similares, porém diferentes. Como exemplo, lutas, artes marciais e modalidades esportivas de combate são os termos mais comumente usados para nomear algumas práticas culturais desenvolvidas por diferentes povos.

Qual é o conceito de luta?


O conceito de luta, neste contexto, significa um jogo cujo alvo é o próprio adversário, diferentemente do futebol, rúgbi, basquete ou qualquer outro esporte cujo alvo é um gol, uma bola ou qualquer outro objeto extrínseco ao oponente. Logo, quando nos referimos à luta, invariavelmente devemos pensar em uma prática que envolve oposição direta.

A palavra “marcial” é oriunda do Deus da guerra, Marte, portanto, “arte marcial” possui o sentido de “arte da guerra”. Sendo assim, são consideradas artes marciais aquelas modalidades cuja criação tem uma finalidade bélica. Naturalmente, com a criação das armas de fogo, o uso de sistemas de luta corporal na guerra foi se tornando cada vez mais obsoleto, porém, estas modalidades ainda são chamadas de artes marciais.

A história no Japão

No Japão, as modalidades mais antigas de luta criadas apenas para fim bélico são chamadas de “Bujutsu”. Com o passar do tempo muitas dessas lutas tiveram que sofrer mudanças na sistematização, visto que seu emprego na guerra já não era mais tão eficiente e, com isso, o enfoque destas passou a ser, não apenas na prática das técnicas na guerra, mas no desenvolvimento do ser humano. A partir daí, vários elementos da “filosofia oriental” foram introduzidos nessas modalidades e estas foram chamadas pelos japoneses de “Budo”. No Brasil não existe um termo discriminante destas duas classificações, ambas são chamadas, portanto, de artes marciais.

Ao longo dos anos, diversas modalidades esportivas começaram a influenciar a sociedade e a competição entre as pessoas passou a ser mais valorizada, tornando-se um espetáculo cada vez mais atrativo.

A valorização das lutas marciais

Dentro deste contexto de valorização das práticas esportivas pelo homem moderno, as diferentes modalidades de luta tiveram a necessidade de se esportivizar, para que desta forma a arte pudesse ganhar mais adeptos e sobreviver ao longo do tempo. Com isso, foram criados torneios, com regras bem definidas, visando atrair um público cada vez maior. Desta forma, as lutas que passaram por este processo são chamadas de “modalidades esportivas de combate”.

Sendo assim, podemos classificar o Taekwondo como uma luta, pois envolve oposição, com o adversário sendo o alvo principal. Se considerarmos que este foi criado a partir de outras modalidades com fim bélico, então o Taekwondo também é uma arte marcial ou, pela nomenclatura japonesa, Budo.

Por fim, com o passar dos anos a modalidade sofreu um processo de esportivização e hoje já é um esporte olímpico, portanto, também é possível considerar o Taekwondo uma modalidade esportiva de combate.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça nossos cursos e continue nos acompanhando.  

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Conhecimentos Gerais.

Mais artigos sobre o tema