Diferencial entre Promoção da saúde e Prevenção de doenças

Diferencial entre Promoção da saúde e Prevenção de doenças

A promoção de saúde foi definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como o processo que capacita a pessoa a tomar o controle e a melhorar a sua saúde.

A promoção de saúde e a prevenção de doenças são enunciados como padrão de qualidade dos cuidados de saúde. O conceito de promoção de saúde é facilmente confundido como o de prevenção de doenças.

Os Conceitos dos termos

A principal diferença encontrada entre prevenção e promoção está no olhar sobre o conceito de saúde, na prevenção a saúde é vista simplesmente como ausência de doenças, enquanto na promoção a saúde é encarada como um conceito positivo e multidimensional resultando desta maneira em um modelo participativo de saúde na promoção em oposição ao modelo médico de intervenção.

Além disto, a compreensão adequada do que diferencia promoção de prevenção é justamente a consciência de que a incerteza do conhecimento científico não é simples limitação técnica passível de sucessivas superações; buscar a saúde é questão não só de sobrevivência, mas de qualificação da existência.

Deve-se destacar também que a promoção de saúde adota uma gama de estratégias políticas que abrange desde posturas conservadoras até perspectivas críticas ditas radicais ou libertárias. Sob a ótica mais conservadora, a promoção de saúde seria um meio de direcionar indivíduos a assumirem a responsabilidade por sua saúde e, ao assim fazerem, reduzirem o peso financeiro na assistência de saúde.

A promoção da saúde atuaria como estratégia para criar mudanças na relação entre cidadãos e o Estado, pela ênfase em políticas públicas e ação intersetorial, ou ainda, pode constituir-se numa perspectiva libertária que busca mudanças sociais mais profundas – como são as propostas de educação popular.

Distinção entre Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças:

Prevenir:

• Preparar, chegar antes de, impedir que se realize;

• Exige ação antecipada, baseada no conhecimento da história natural da doença para tornar seu progresso improvável;

• Implica o conhecimento epidemiológico para o controle e redução do risco de doenças;
• Projetos de prevenção e educação baseiam-se na informação científica e recomendações normativas.

Promover:

• Impulsionar, fomentar, originar, gerar;

• Refere-se a medidas que não se dirigem a doenças específicas, mas que visam aumentar a saúde e o bem-estar;

• Implica o fortalecimento da capacidade individual e coletiva para lidar com a multiplicidade dos determinantes e condicionantes da saúde.

A compreensão adequada do que diferencia promoção de prevenção é justamente a consciência de que a incerteza do conhecimento científico não é simples limitação técnica passível de sucessivas superações.

Buscar a saúde é questão não só de sobrevivência, mas de qualificação da existência. É algo que remete à dimensão social, existencial e ética, a uma trajetória própria referida a situações concretas, ao engajamento e comprometimento ativo dos sujeitos, os quais dedicam sua singularidade a colocar o conhecido a serviço do que não é conhecido na busca da verdade que emerge na experiência vivida.

Pensar, consequentemente, em termos de promoção da saúde é saber que as transformações de comportamento são orientadas simultaneamente por aquilo que se conhece acerca dos determinismos e pela clareza de que não se conhece e nem se chegará a conhecer todos eles.

Gostou do nosso conteúdo e ficou interessado em saber mais? Continue acompanhando o conteúdo do portal e venha conhecer os nossos cursos voltados para a área da saúde.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema