Entenda o ciclo de Crescimento Piloso

Os pelos não crescem continuamente. Há uma alternância de fases de crescimento e repouso que dura um período variável de dois a sete anos. A atividade de crescimento cíclico de cada folículo piloso nos humanos é individual.

O ciclo dos pelos ocorre um número suficiente de vezes para manter os pelos sempre presentes na maior parte da superfície corporal e do couro cabeludo.

A qualquer momento temos uma quantidade de pelos em fases diferentes de repouso, crescimento e de desprendimento. Existem três fases que se sucedem: anágena (crescimento); catágena (repouso); telógena (desprendimento) (Meira, 2011):

Fase Anágena

Fase em que o pelo está-se em crescimento. As células se dividem e queratinizam-se ativamente. O pelo está fixo dentro do folículo, alimenta-se de sangue e cresce. Se for puxado por epilação mecânica nesta fase, a pessoa sente um estímulo doloroso.

Neste período, a epilação mecânica só remove o pelo velho e já condenado a cair. O pelo novo que ainda não está formado não é suficientemente comprido, escapa à depilação e obstrui o fundo do folículo, não atingindo, desta forma, as células germinativas. A fase anágena dura de dois a cinco anos, sendo que 85% dos pelos estão nesta fase (Regis, 2011).

Fase Catágena

Fase em que o pelo está em contato íntimo com as células germinativas. O crescimento já terminou e o pelo está queratinizado e implantado no fundo do folículo. É o período ideal para se realizar a depilação, pois, o pelo é arrancado com a bainha epitelial, deixando à mostra a camada germinativa para ser destruída pelo laser. Dura cerca de um ano e 10% dos pelos estão nesta fase (Regis, 2011).

Fase Telógena

Fase em que o enfraquecimento da união entre a base do folículo e o pelo produz sua queda. Nesta fase, nasce um novo pelo dentro do folículo e à medida que cresce, vai empurrando para fora o pelo velho. Dura de três a quatro meses e 5% dos pelos estão nesta fase. Em seguida, os pelos passam por uma fase de repouso e entram novamente na fase anágena, reiniciando o ciclo (Regis, 2011).

A duração destas fases difere entre as regiões do corpo, assim como a taxa de crescimento diária dos pelos (o que caracteriza os diferentes tamanhos dos folículos pilosos).

Você sabia?

O melhor período para executar-se a depilação definitiva vai desde o momento final da fase anágena até o início da fase catágena. Isso porque neste intervalo de tempo é certo que os pelos estejam em contato direto com suas matrizes germinativas e possam melhor ser atingidos pelo laser. 

Porém, como nem todos os pelos encontram-se ao mesmo tempo em igual fase de desenvolvimento, não é possível realizar uma depilação definitiva em uma única sessão.

Resumindo…

Os pelos do nosso corpo não crescem continuamente. O ciclo de crescimento se dá em três fases sucessivas:

Anágena (fase em que o pelo está-se em crescimento e as células se dividem ativamente – 85% dos pelos estão nesta fase);

Catágena (fase em que o crescimento já terminou e o pelo está implantado no fundo do folículo, sendo o período ideal para se realizar a depilação – 10% dos pelos estão nesta fase) e

Telógena (fase em que o pelo enfraquece e cai, surgindo um novo pelo no folículo – 5% dos pelos estão nesta fase).

Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema