Exercício Aeróbico e pular corda: Por que é importante fazer?

O Exercício aeróbico é aquele que se realiza aumentando o ingresso de oxigênio no organismo. Esse tipo de exercício trabalha uma grande quantidade de grupos musculares de forma rítmica. Andar, correr e pedalar são alguns dos exemplos de exercícios aeróbicos.
Exercícios aeróbios típicos são contínuos e prolongados, realizados com movimentos não muito rápidos (corrida, ciclismo, natação). Nestes exercícios, mais a duração e menos a velocidade dos movimentos, podem ser manipuladas para caracterizar a atividade como suave, moderada ou exaustiva.

Benefícios provenientes do exercício aeróbico:

•    Queima de gordura.
•    Redução do estresse, depressão e ansiedade.
•    Melhora do humor e do sono.
•    Melhora do sistema imunológico.

Características dos exercícios aeróbicos em sentido amplo:

Os exercícios aeróbicos usam grandes grupos musculares ritmicamente e continuamente, e elevam os batimentos cardíacos e a respiração durante algum tempo. Pense no exercício aeróbico como sendo longo em duração e baixo em intensidade.
Dentre algumas das atividades aeróbicas mais comuns estão: andar, correr, pedalar e remar. Aeróbica significa com ar ou oxigênio. Você deve ser capaz de conversar um pouco durante o exercício aeróbico se sentir vontade. Se você está tendo grandes dificuldades de falar enquanto estiver fazendo a atividade, tendo que puxar e expirar o ar com esforço, você provavelmente está fazendo uma atividade anaeróbica.
Além dos benefícios para a queima de gordura, os exercícios aeróbicos são muito benéficos também para melhorar a saúde de modo geral.

Características da Ginástica aeróbica

É uma ginástica composta por exercícios que estimulam a melhora do desempenho cardiovascular através do incremento do uso do oxigênio pelo corpo do indivíduo e permitindo que o coração trabalhe de forma mais compassada.

Exercícios aeróbicos: Pular Corda

Brincadeira de criança, o ato de pular corda vem ganhando espaço como um excelente exercício aeróbico, por ter o poder de ativar músculos do corpo humano como do abdômen, ombros, peitoral e dorsais, panturrilha e coxas. A convite do Portal Educação, o educador físico Ricardo Trauer Tajes responde algumas dúvidas para aqueles que querem dar início a prática, conhecendo os benefícios que pular corda pode proporcionar à saúde.

Portal Educação – Quais músculos são exercitados quando se pula corda?
Ricardo Trauer Tajes – Todos os músculos do corpo são ativados de alguma maneira durante o salto de corda, uns em contração isométrica, que nesse caso são os músculos que estão estabilizando o corpo durante o salto, como abdômen, ombros, peitoral e dorsais, e outros que contraem e relaxam durante esse exercício que é o caso da panturrilha, quadríceps (músculo da coxa) e isquiotibiais (posterior da coxa).

Portal – Todos os tipos de pessoas podem praticar esse exercício?
Ricardo –
 Sim, todas as pessoas podem praticar esse tipo de exercício, tenho alunos de todas as idades que fazem o salto de corda muito bem, desde 10 anos até 60 anos.

Portal – Quais são os benefícios desse exercício para o corpo?

Ricardo – Esse tipo de exercício exige que o aluno tenha coordenação e concentração para manter um bom ritmo durante os saltos. É um exercício que tem uma característica completamente aeróbica e tem como objetivo melhorar o condicionamento cardiorrespiratório. Lógico que deve ser feito com bastante intensidade para apresentar um melhor resultado. Melhora a respiração e ao mesmo tempo a resistência muscular.

Portal – Existe um tipo de corda especial para se pular?

Ricardo – Sim. No mercado, existem muitos tipos de corda, as de silicone são as mais conhecidas e mais baratas para quem procura uma corda simples e de fácil acesso. E tem também cordas que são usadas em aulas de CROSSFIT que são de cabo de aço com rolamento, dão mais velocidade a corda pois são utilizadas para fazer o salto duplo de corda, onde a corda passa duas vezes ao invés de uma.

Portal – É necessário usar tênis ou é melhor praticar descalço?

Ricardo – A melhor forma de pular corda e com tênis, pois é assim que protegemos os pés durante o salto, para evitar uma torção ou pisar em algum objeto que possa cortar os pés. Mas nada impede de você pular corda descalço, em um lugar que não machuque seu pé, como a areia de praia.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os cursos da área e continue nos acompanhando.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Conhecimentos Gerais.

Mais artigos sobre o tema