Fixações musculares: Origem e inserção

O sistema muscular é extremamente importante para o funcionamento do corpo humano, é responsável por preencher e sustentar o corpo e os órgãos. Além do mais, a principal função do sistema muscular é prover a possibilidade da movimentação corporal, seja essa movimentação para o deslocamento físico, ou seja, a movimentação dos próprios órgãos internamente.

No corpo humano, existem mais de 400 músculos esqueléticos, o que significa cerca de 50% de toda a massa que compõe o corpo humano. Esses músculos recebem inúmeras classificações, neste texto iremos abordar uma de suas classificações, que é as fixações musculares.

O que são fixações musculares?

As fixações musculares são um campo da medicina que aborda como as estruturas que estão ligadas aos ossos, podendo essas estruturas serem móveis ou flexíveis. O estudo sobre as fixações musculares é extremamente importante para entender o funcionamento desses mecanismos e como eles impactam no corpo humano.

Qualquer extremidade presa a uma estrutura óssea que acaba por não se deslocar, é chamada de origem ou seja está presa sem qualquer movimento desta estrutura. A inserção denomina qualquer extremidade que está presa em uma estrutura óssea e acaba se movimentando, é importante salientar que os músculos são fixados nestas estruturas através dos tendões e aponeuroses.

As aponeuroses são como um invólucro ao redor do músculo, criando assim uma resistência e aderindo à superfície da região do osso, se assemelhando a um tendão, porém tendo sua forma achatada. As aponeuroses são tecidos densos, tendo características similares aos dos tendões e também são poucos irrigados.

Quando um músculo contrai e encurta, uma de suas extremidades geralmente permanece fixa, enquanto a outra extremidade (mais móvel) é puxada em direção a ele, resultando em movimento.

As fixações musculares são descritas como origem e inserção.


A origem geralmente é a extremidade proximal do músculo e que permanece fixa durante a contração, ou seja, é a extremidade presa ao osso que não se desloca (ponto fixo).

A inserção é a extremidade distal do músculo que se movimenta durante a contração, ou seja, é a extremidade presa ao osso que se desloca (ponto móvel).

O entendimento sobre as fixações musculares, é importante principalmente para os praticantes de esportes, sejam eles amadores ou profissionais. Um mau funcionamento em alguma fixação muscular, seja de origem ou inserção, pode impactar na saúde do atleta, inclusive impedindo o de realizar práticas esportivas e causando lesões de graus diversos.

Os estudos relacionados as fixações musculares são uma importante parte da medicina, pois diversas doenças ou lesões estão relacionadas as fixações musculares e podem atacar de alguma forma os músculos. Essas lesões ou doenças, podem trazer sérias dificuldade para os pacientes, por isso exigem análise adequada, para que possa definir a melhor opção de tratamento.

Os problemas relacionados com as fixações musculares, devem ser tratados por um profissional especializado, fisioterapeutas, reumatologista pois esses profissionais podem diagnosticar problemas nos músculos e indicar o melhor tratamento.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto? Confira os cursos de Cinesiologia e Biomecânica.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema