Formas de iniciar uma história

Contar uma história é sempre um desafio. Uma história é composta por personagens, enredos, momentos, ações, discussões, brigas, desafetos e amor, tudo isso em diversos núcleos que acontecem de forma concomitantes.

A verdade é que existem várias formas de fazer um começo ruim em uma história, e todas costumam envolver uma falta de compreensão da função que aqueles primeiros parágrafos têm dentro da narrativa.

É mais do que causar impacto, é uma questão de levar o leitor na direção certa. Por exemplo, se você quer escrever uma história de terror, é uma boa ideia estabelecer uma atmosfera desconfortável desde o começo, mesmo que os verdadeiros horrores só se revelem muito depois na narrativa.

Formas de iniciar uma história

Há várias formas de iniciar uma história à medida que esses momentos forem se tornando mais frequentes para os alunos. Veja alguns exemplos:

– Era uma vez…
– Há muitos e muitos anos…
– Certa vez…
– Há muito tempo…
– Houve um tempo em que…
– Agora minha gente (Música Ciranda, Cirandinha)
– Uma história vou contar,
– Uma história bem bonita,
– Toda gente vai gostar.
Outra sugestão para iniciar uma história:

Era uma vez uma contadora de histórias chamada Ariel que morava na Terra do Nunca. Essa é uma terra encantada onde as crianças são crianças para sempre e acreditam em histórias de fadas, bruxas, heróis, gigantes, príncipes, princesas, duendes e sereias.
Um dia, olhando da Terra do Nunca para a Terra dos Adultos, Ariel ficou triste ao ver que as crianças dessa outra terra não mais acreditavam em sonhos e acabavam virando adultos cheios de tristeza em seus corações.
Por isso, ela resolveu agitar sua varinha de condão e trazer um pouco de alegria e esperança para os habitantes desse mundo que um dia, há muito tempo atrás, foram capazes de conversar com as fadas. Ela descobriu que o que estava faltando era a fantasia e a alegria e o encantamento do mundo das histórias infantis.
Para entrar nesse mundo maravilhoso, cheio de encantamento e surpresas pegue a varinha de Ariel e deixe a criança que há em você voltar para a Terra dos Encantos Mil. Se prepare porque a contação de histórias vai começar.
Formas de terminar uma história

Há também várias formas populares de se terminar uma história. Veja alguns exemplos:
– Entrou por uma porta e saiu por outra. Quem quiser que conte outra.
– E era uma vez a vaca Vitória que caiu no buraco e acabou-se a história.
– Entrou por uma porta e saiu por outra. Peça ao rei que lhe conte outra.
– Entrou por um ouvido e saiu pelo outro. Quem quiser que conte outro.
– E agora minha gente
Que a história terminou
Batam palmas bem contente
Batam palmas quem gostou.

O processo de criar um começo incrível para a sua história é muito mais um trabalho de edição do que escrita em si. Para começar a escrever seu livro, o ideal é que você escreva qualquer coisa, desde que seja alguma coisa, e engate a partir daí sem pensar muito no assunto. É mais produtivo desse jeito. Quanto menos espaço para a autocrítica e a insegurança, menos você sofrerá com o temido bloqueio criativo.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os cursos da área e continue nos acompanhando.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Conhecimentos Gerais.

Mais artigos sobre o tema