Mitologia e filosofia, as diferentes explicações na origem das coisas

Mitologia e filosofia são caminhos que buscam contar a origem do mundo e das coisas. Em certos momentos da história, a ideia de superar a mitologia era vista como uma evolução e que seguir a razão era o caminho certo. As diferenças de abordagem e metodologia são inúmeras, para começar a diferenciá-las é preciso saber o conceito de cada uma.

O que é Mitologia?

Mitologia, ou conjunto de mitos, é a narrativa que explica a origem do mundo e da humanidade. O mito explica a origem das coisas no passado através de alianças e rivalidade entre divindades. Contém três funções: a função explicativa, umas causas no passado em quais os efeitos permanecem; a função organizativa que legitima um sistema de permissões e proibições; e a função compensatória que busca mostrar que os erros do passado foram corrigidos.


O que é filosofia?

A filosofia estuda os problemas relacionados ao conhecimento, existência e verdade. Somente após certas mudanças na sociedade como o invento da moeda e da democracia, que o mítico passou a ser questionado e a maneira de pensar mudou os critérios, começando a dar ênfase para os argumentos mais racionais. A filosofia tem a conotação de conhecimento seguro, de verdade.
A mitologia foi um recurso utilizado por muito tempo para explicar diversas coisas que existem no universo, como, a origem do homem, fenômenos naturais e diversas outras questões que foram ligados a mitos. O que sustentava a mitologia, é que muitas pessoas acreditavam que as pessoas que contavam essas histórias, eram escolhidas pelos deuses, o que trazia credibilidade a essas informações.
A filosofia por sua vez, busca explicar os fenómenos através de causas naturais, sem a interferência de algo divino, procurando respostas muito mais racionalmente do que através de crenças e mitos. A filosofia parte do princípio da razão, confrontando diversas crenças ao longo dos anos.
A relação entre a filosofia e a mitologia, nasceu de quando os primeiros filósofos gregos começaram a ter dúvidas sobre a mitologia, que era extremamente forte na Grécia antiga. Através desta dúvida e dos debates acerca disso, que acabou nascendo a filosofia.

As principais diferenças entre mitologia e filosofia


As principais diferenças entre a mitologia e filosofia são: a mitologia narra coisas passadas, não se importa com contradições e o incompreensível, e narra à origem através das rivalidades e alianças das divindades; enquanto a filosofia busca passar a ideia de como e por que do passado, presente e futuro, como as coisas são no todo, explica a origem das coisas por elementos e causas naturais, e não aceita explicações incompreensíveis, exige coerência e lógica.
Essas duas linhas de pensamentos já existem a muito tempo inseridas na sociedade, coexistindo sempre em grande interação e contradições ao longo dos anos. Muitas pessoas, acreditam em alguns mitos impostos ao longo da evolução da humanidade, porém, ainda tem na filosofia algum ceticismo, buscando respostas através de causas naturais ou até mesmo confrontando ideias do passado.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto? Confira o curso de Aprendendo a Filosofar. Conheça também nosso portfólio de cursos na área de Educação e Pedagogia.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Conhecimentos Gerais.

Mais artigos sobre o tema