Principais componentes do sangue

O sangue possui elementos celulares (hemácias, plaquetas e leucócitos) que têm função na coagulação sanguínea (plaquetas), no mecanismo de defesa contra infecções (leucócitos) e no transporte de O2 e CO2 (hemácias). O sangue também é constituído pelo plasma (parte líquida) onde existem proteínas  que ajudam na coagulação do sangue (fatores de coagulação).
Substância Fundamental

A substância fundamental do sangue é de natureza líquida e é denominada plasma. O plasma é composto por cerca de 90 – 91% de água e por 9 – 10% de substâncias orgânicas e inorgânicas.
Dentre as substâncias orgânicas, podemos citar a glicose, albuminas, enzimas, anticorpos, vitaminas, hormônios, colesterol, triglicérides, ureia, ácido úrico e creatinina e dentre as inorgânicas, a água e os sais.
Células Sanguíneas

Dentre as células constituintes do sangue, podemos citar os glóbulos vermelhos, os glóbulos brancos e as plaquetas.
Vamos vê-los agora!

Glóbulos Vermelhos

Também chamados de hemácias ou eritrócitos. São células anucleadas, discoidais, bicôncavas, especializadas em transporte de gases. Duram cerca de 120 dias no organismo sendo continuamente renovadas.
Estima-se que na espécie humana existam cerca de 4,5 (mulher) a 5 milhões (homem) de hemácias por mm³ de sangue, porém esse valor varia de acordo com fatores internos como as anemias e fatores externos, como as altitudes.
Em grandes altitudes, a produção de hemácias é estimulada, aumentando o número em circulação, permitindo ao organismo captar uma taxa adequada de oxigênio.
As hemácias transportam a hemoglobina, pigmento responsável pelo transporte de gás para os tecidos.

Hemoglobina

Pigmento constituído por ferro que lhe confere cor avermelhada e por uma molécula de globina, proteína simples.
A hemoglobina encontra-se distribuída pelo citoplasma das hemácias, onde captam os gases respiratórios (Oxigênio e gás carbônico.) que atravessam a membrana dessas células.
Ao se encontrar com o gás, a hemoglobina forma um composto instável, permitindo recebê-lo ou doá-lo com facilidade. Veja:
Com o monóxido de carbono (CO), a hemoglobina forma um composto estável, impedindo sua liberação e é por este motivo que ficar inspirando CO em locais fechados ou pouco arejados pode causar a morte.
Glóbulos Brancos

Também chamados de leucócitos, são células de diferentes formas, tamanhos e funções. Seu núcleo pode ser simples ou lobulado e em seu citoplasma pode ou não haver granulações.
Estão envolvidos com o mecanismo de defesa do corpo, possuem a propriedade de atravessar os capilares sanguíneos (diapedese), deslocando-se para diferentes tecidos, onde fagocitam microrganismos ou corpos estranhos quando presentes.

A taxa normal de leucócitos é de 7 a 9 mil por mm³ de sangue, porém esse número pode variar em processos infecciosos e alérgicos.
Dentre os leucócitos hialinos ou agranulócitos, estão os linfócitos (Já vistos nas “Células do Tecido Conjuntivo”) e os monócitos.

Monócitos

Célula grande com núcleo também grande. Apresenta alta atividade fagocitária e pode ser encontrado em maior número em regiões de focos infecciosos, juntamente com os macrógafos, células originadas de monócitos.

Leucócitos

Já entre os leucócitos granulares ou granulócitos, podemos citar os eosinófilos (já vistos nas “Células do Tecido Conjuntivo”), os basófilos e os neutrófilos.
Os basófilos são leucócitos com núcleo volumoso e formato irregular. Apresentam granulações grossas (maiores que as dos demais leucócitos) em seu citoplasma, produzem heparina e histamina. São menos numerosos.
O neutrófilo é um leucócito com grande atividade fagocitária. Seu núcleo contém de três a cinco lóbulos e apresentam numerosos grânulos (lisossomos primários, responsáveis pela digestão de partículas englobadas) em seu citoplasma. Aumentam de número em processos infecciosos. Muitos são destruídos ao fagocitar bactérias, sendo chamados de corpúsculos de pus ou piócitos.

Plaquetas

Também conhecidas como trombócitos, são corpúsculos que apresentam diversas formas e se originam da fragmentação de células maiores da medula óssea, os megacariócitos.
Seu número na corrente sanguínea é de 200 a 300 mil por mm³ de sangue.
As plaquetas estão diretamente relacionadas à produção de tromboplastina ou tromboquinase, enzima envolvida no processo de coagulação.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os cursos da área e continue nos acompanhando.  

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema