Tipos de Neurônios e sua classificação

As células nervosas são os neurônios, as unidades básicas estruturais e funcionais do sistema nervoso.

Os três componentes morfológicos

São células microscópicas que possuem três componentes morfológicos diferenciados, a saber: dendritos, que são prolongamentos numerosos, especializados na função de receber os estímulos do meio ambiente, de células epiteliais sensoriais ou de outros neurônios; o corpo celular, ou pericário, que representa o centro trófico da célula e que também é capaz de receber estímulos; e o axônio, prolongamento único, especializado na condução de impulsos que transmitem informações do neurônio a outras células; sua porção final, geralmente muito ramificada (telodendro), termina na célula seguinte por meio de botões terminais.

Em geral, as informações são recebidas ao nível dos dendritos e do pericário, sendo emitidas pelo axônio. Essa sequência denominada por Cajal de “polarização dinâmica do neurônio” nem sempre acontece.

As dimensões e formas das células


As dimensões e formas das células nervosas e seus prolongamentos são extremamente variáveis, podendo o corpo celular apresentar diferentes formatos, bem como o tamanho dos prolongamentos também pode ser bastante variado. Em geral, o neurônio é uma célula grande, podendo chegar a ser visível a olho desarmado.


Classificação dos neurônios

Os neurônios podem ser classificados quanto à sua morfologia e ao tamanho de seus prolongamentos em: neurônios multipolares, que apresentam mais de dois prolongamentos celulares, o que representa a maioria dos neurônios; neurônios bipolares, que possuem um dendrito e um axônio (ocorrem na retina, na mucosa olfativa e nos gânglios coclear e vestibular); e neurônios pseudo-unipolares, o qual apresenta próximo ao pericário prolongamento único que se bifurca enviando um ramo para a periferia e outro para o SNC, encontrado nos gânglios espinhais.

Os neurônios podem, também, ser classificados quanto à sua função, sendo divididos em neurônios motores (eferentes), que controlam órgãos efetores, tais como glândulas endócrinas e fibras musculares; neurônios sensoriais (aferentes), os quais recebem estímulos sensoriais do meio ambiente e do próprio organismo; e interneurônios, responsáveis pelo estabelecimento de conexões entre outros neurônios, formando circuitos complexos.

O que são os neurônios motores?

Neurônio motor é um neurônio cujo corpo celular está localizado no córtex motor, no tronco cerebral ou na medula espinhal e cujo axônio (fibra) se projeta para a medula espinhal ou para fora da medula espinhal para controlar direta ou indiretamente os órgãos efetores, principalmente músculos e glândulas. Existem dois tipos de neurônios motores: os neurônios motores superiores e os neurônios motores inferiores. 

Entendendo os neurônios sensoriais

Os neurônios sensoriais levam a informação captada do ambiente externo até o sistema nervoso, por meio dos receptores de estímulos (sejam eles mecânicos ou químicos). Os interneurônios, grupo de neurônios mais numeroso, transmitem o sinal dos neurônios sensoriais ao sistema nervoso central.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os nossos cursos e continue nos acompanhando.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema