Traumatismo de tórax

Os traumatismos de tórax causam aproximadamente 25% das mortes nos pacientes politraumatizados. Cerca de 60% dos politraumatizados que evoluem para o óbito apresentam lesões torácicas.
Os traumatismos podem ser fechados ou penetrantes, dependendo da integridade da parede torácica. Os fechados podem ser por compressão dos órgãos torácicos ou por aceleração-desaceleração e são mais frequentes que os penetrantes.
Os traumatismos penetrantes podem ser causados por arma branca ou arma de fogo. São mais evidentes e a trajetória do projétil ou lâmina pode ser imaginada, determinando o local de lesões em órgãos. As lesões específicas no trauma de tórax são:

Fratura de costelas

As fraturas mais comuns são as laterais entre a terceira e oitava costelas. Elas são longas, finas e pouco protegidas. Fraturas simples isoladas quase nunca trazem risco de morte. Podem ser detectadas por dor ao movimento ou palpação e, às vezes, crepitação local. As fraturas de costelas mais baixas podem ser associadas com lesões do fígado (à direita) e, baço (à esquerda).

Tórax instável

O tórax instável é causado geralmente por um impacto no esterno ou na parede lateral com fraturas de duas ou mais costelas adjacentes em dois ou mais pontos, deixando uma parte da parede “solta”. Esta porção perde o suporte ósseo e passa a fazer movimento contrário ao resto do tórax em cada respiração.
É uma lesão grave e pode levar à hipóxia e à morte, se associada à contusão pulmonar e não tratada adequadamente. O tratamento consiste em medicação para dor e, em alguns casos, suporte ventilatório por aparelhos.

Contusão pulmonar

A compressão do pulmão pode produzir hemorragia dentro dos alvéolos, reduzindo a capacidade do pulmão de transferir oxigênio para o sangue. Deve-se suspeitar se houver sinais de trauma importante do tórax, como fraturas de várias costelas, tórax instável e equimoses.
Crianças podem apresentar contusões graves sem qualquer sinal de lesão externa ou fratura de costela. O tratamento específico somente será realizado em ambiente hospitalar ou por unidade de suporte avançado.

Pneumotórax hipertensivo

Pneumotórax significa a presença de ar no espaço entre pleuras. Pode ser resultante de lesão aberta no tórax (facada, por exemplo), ou lesão do próprio pulmão (após ser atingido por um fragmento de costela quebrada, por exemplo), ou ambos.

À medida que o ar entra para o espaço pleural ele impede o pulmão de expandir-se e de realizar as trocas gasosas. Se o ar estiver entrando em um mecanismo de válvula (entra e fica aprisionado), haverá compressão total do pulmão do mesmo lado com desvio do mediastino para o lado oposto, levando à redução do retorno de sangue para o coração e ao choque. Normalmente, há grande dificuldade respiratória, taquicardia, hipotensão arterial e distensão do lado do tórax afetado.

Nessa situação, o ar pode escapar para debaixo da pele, podendo ser detectado pela palpação e sendo chamado enfisema subcutâneo. O pneumotórax hipertensivo poderá matar a vítima em poucos minutos, se não for detectado. Tratamento específico só em ambiente hospitalar, ou por equipe de suporte avançado de vida. Consiste na drenagem do ar, permitindo expansão pulmonar.

Pneumotórax aberto

É produzido quando um ferimento penetrante conecta o espaço pleural com a atmosfera. Quando maior que 2/3 do diâmetro da traqueia torna o paciente incapaz de encher os pulmões durante a inspiração, pois o ar tende a entrar pela ferida e não pelas vias aéreas.

Contusão cardíaca

A contusão cardíaca pode produzir leso miocárdica. Devem-se suspeitar quando a vítima apresenta contusão ou fratura esternal. Devido a sua posição anterior e subesternal o ventrículo direito é mais afetado que o esquerdo. Tem como complicações as arritmias, hipotensão e rupturas de miocárdio ou válvulas.

Tratamento e Condutas

• Avaliação da cena;
• Realizar a sequência ABCDE (Abertura das vias aéreas, Boa ventilação, verificação da Circulação com controle de hemorragias, verificarem Deficits neurológicos e Exposição da vítima prevenindo resfriamentos);
• Transporte imediato para centro de saúde de referência.

Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema