Vascularização do Membro Superior

Vascularização do Membro Superior

Antes de introduzirmos o assunto é importante estar ciente que existem as possibilidades de variações anatômicas, pois, são muito mais frequentes em relação aos registros encontrados na literatura.

Os vasos que chegam ao coração são ditos aferentes e são as veias. Os vasos que saem do coração são ditos eferentes e são as artérias. Eles são responsáveis pela irrigação (artérias) e drenagem (veias).


Para a irrigação do membro superior tudo começa pela artéria subclávia (como o próprio nome fala encontra-se abaixo da clavícula) que é um ramo da artéria principal que sai do coração, a artéria aorta/arco aórtico.

A direita do arco aórtico origina o tronco braquiocefálico, a esquerda a artéria subclávia esquerda e no meio a artéria carótida comum. Depois que as subclávias passam pela 1ª costela elas se tornam axilares, onde tudo começa para a vascularização do membro superior. As axilares irrigam a região anterior do tórax, escápula, deltóide e grande dorsal.

Seguindo a artéria axilar no braço temos a artéria braquial. Esta como o próprio nome indica, encontra-se no braço e é medial ao nervo mediano.


A braquial é responsável por irrigam os músculos do braço (anterior e posterior) e região do cotovelo, em associação com seus ramos.


Seguindo a artéria braquial observamos que na região do cotovelo (fossa cubital) esta se divide em artéria radial e ulnar. 

Entenda a artéria ulnar


A artéria ulnar irriga toda a musculatura superficial e profunda da região ulnar (medial) do antebraço e mão em associação com seus ramos. Já a artéria radial irriga toda a musculatura superficial e profunda da região radial (lateralmente) do antebraço e mão em associação com seus ramos.

O papel da artéria radial

A artéria radial é possível de ser palpada na região do punho lateralmente, ou seja, conseguimos perceber os batimentos cardíacos através da palpação da artéria radial nesta região.


O processo de retorno venoso/sanguíneo no membro superior, devido a grande mobilidade, acontece com mais facilidade que no membro inferior, pelo fato de ser contra a gravidade. 


A drenagem do sangue no membro superior se faz através de uma veia principal que chega ao coração, a veia cava superior, ou melhor, o retorno sanguíneo dos membros superiores para o coração (terminando na formação da veia cava superior) se dá por vias aferentes através de diversas veias. Estas podem ser superficiais e profundas.

É importante você lembrar neste momento que o sentido de retorno venoso é o contrário da drenagem. Então, a drenagem do membro superior começa da seguinte maneira: as veias superficiais e profundas que drenam as musculaturas da mão e do antebraço se unem para formar a veia axilar no braço.

Esta drena a musculatura do braço e ajuda a formar a veia subclávia que ajuda a formar a veia braquiocefálica e por fim ajuda a formar a veia cava superior que desemboca no coração.

Quais são as veias superficiais do membro superior?


As duas veias superficiais do membro superior são a cefálica e a basílica. A primeira nasce no lado radial e é ascendente na face anterior da mão, antebraço e braço, desembocando na veia axilar. Drena toda a face lateral da mão, antebraço e braço.


A segunda veia (basílica) nasce no lado medial e é ascendente na face anterior da mão, antebraço e braço. Drena a face medial da mão, antebraço, braço.


Além disso, a veia basílica perfura a fáscia muscular na metade do braço medialmente para acompanhar as artérias e veias braquiais (profundas). A veia basílica se uni as veias braquiais para ajudar a formar a veia axilar.


Da mesma maneira que estudamos no membro inferior que as veias profundas são duplas e acompanham as artérias com o mesmo nome e trajeto, no membro superior ocorre da mesma maneira, com exceção da veia axilar, que é profunda, mas não é dupla.


Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema