descubra qual é o melhor para você!

MÉTODOS DE ESTUDO:

Arrow

ESTUDO INTERCALADO

Separe uma quantidade proporcional de horas para dedicar a cada matéria e, depois, estude-as de forma intercalada.  Ex: estude matemática, depois português, então volte para matemática...

ESTUDO INTERCALADO

A partir deste processo, você evita a procrastinação e força a memória para relembrar dos tópicos estudados anteriormente.

AUTOEXPLICAÇÃO

Como o nome indica, neste método você é quem explica a matéria para você mesmo, lendo seu resumo em voz alta e relacionando outras informações com a leitura.

AUTOEXPLICAÇÃO

Assim, você trabalha tanto a memória quanto o raciocínio lógico, construindo uma linha de pensamento que capte tanto o tema lido quanto os assuntos conectados.

ESTUDO MNEMÔNICO

Lembra das frases para decorar elementos químicos? Ou dos trocadilhos para lembrar das fórmulas físicas? Estes são os métodos mnemônicos!

ESTUDO MNEMÔNICO

As palavras-chaves que retomam tópicos complexos também entram no método mnemônico. Essa técnica é melhor para a fixação a curto prazo — e é uma boa pedida para revisões em final de semestre ou vestibulares.

MAPAS MENTAIS

Este método procura direcionar a organização das informações, para facilitar sua assimilação, através da representação de ideias e conceitos desmembrados de um tema central.

MAPAS MENTAIS

Anote a ideia que será o tema central e, em torno dela, faça balões e derive ramificações para abranger os tópicos relacionados. Crie o número de ramificações que considerar necessário e, depois, estabeleça as subdivisões importantes.

GRAVAÇÃO DE ÁUDIOS

Outro método supereficiente é recorrer a sua audição - ou seja: ouvir aquilo que você precisa aprender, como se fosse um podcast mesmo, gravado por você.

GRAVAÇÃO DE ÁUDIOS

O ideal é ler os conteúdos em voz alta e gravar as leituras. Depois, é só ouvir quantas vezes quiser, até assimilar completamente o conteúdo!

Estude com o blog do Portal Educação!