A Área de Gol do Handebol

O Handebol, que é um esporte coletivo jogado com as mãos, embora não seja um dos jogos com maior audiência de público é largamente praticado no Brasil por atletas profissionais e amadores de ambos os sexos.

O profissional de educação física deve conhecer todos os fundamentos e as regras para que possa promover a prática correta desse esporte. Como o objetivo do handebol é efetuar gols para conseguir a vitória, o entendimento das regras e das categorias dos eventos que ocorrem dento da área do gol é fundamental para determinar o desfecho das ações dos jogadores.

A área de gol ou área do goleiro do handebol se localiza entre a linha de fundo e a linha de 6 metros.

A seguir, mostraremos algumas situações que sucedem dentro da área do gol no handebol e suas normas, condutas e desfechos quando ocorre invasão da mesma.

A regra primordial é que o goleiro é o único jogador que pode entrar e permanecer na área de gol. Quando qualquer um dos jogadores de linha toca, com qualquer parte do seu corpo, a linha que delimita a área de gol, isso é caracterizado como invasão.

Quando ocorre a invasão da área do goleiro as medidas a ser tomadas dependem das circunstâncias de como transcorreu a falta. As seguintes orientações demonstram como proceder em cada variedade dessa transgressão:

Tiro de Meta no Handebol

Marca-se um tiro de meta, quando a invasão deu-se por um jogador da equipe adversária que obteve vantagem com esta ação de invasão – com ou sem a posse de bola.

Tiro Livre

Marca-se um tiro livre, quando a invasão deu-se por um jogador da defesa que obteve vantagem com esta ação de invasão, porém sem ter evitado uma chance clara de marcação de gol por parte do adversário.

Tiro de 7 metros

Marca-se um tiro de 7 metros, quando a invasão deu-se por um jogador da defesa que, por meio desta invasão, impede uma clara chance de gol do adversário.

Os jogadores de quadra não sofrem penalidades ao invadir a área do goleiro em dois momentos distintos.

O primeiro deles é quando essa invasão ocorre logo após um arremesso feito pelo adversário ao gol, sem que tenha havido vantagem nesta ação.

O segundo é quando um jogador, de defesa ou ataque, entra na área do goleiro sem a posse de bola e sem obter vantagem com essa ação.

Caso um jogador lance a bola para dentro de sua própria área de gol, o juiz deverá sinalizar:

1. O gol, caso a bola ultrapasse completamente a linha de fundo entre a baliza;

2. Um tiro livre, caso a bola fique parada dentro da área de gol, ou o goleiro toque na bola e a mesma não entre na baliza;

3. Um tiro lateral, caso a bola saia pela linha de fundo.

Vale lembrar que os jogadores não podem recuar a bola para o goleiro de sua equipe quando ele estiver dentro da área de gol.

Também é importante saber que o goleiro pode deixar a área de gol a qualquer momento, contanto que não esteja com a posse da bola. Uma vez fora, ele será considerado como um jogador normal de linha, assim como seus outros seis companheiros e poderá receber os passes dos outros jogadores. Ou seja, fora da área de gol, o goleiro pode atuar como qualquer outro jogador.

Outras infrações no Handebol

Ainda existe mais uma situação onde um jogador pode adentrar a área de gol sem que seja uma infração que devemos examinar:

– Os jogadores da equipe adversária podem fazer arremessos e passes mesmo ocupando o espaço aéreo da área de gol. Isso quer dizer que se eles saltarem por sobre a área e, antes de tocarem o chão, soltarem a bola não é considerada uma invasão da área.

É necessário analisar os eventos para compreender cada tipo de falta e sua penalidade aplicável em cada momento que aconteça a invasão da área do gol do handebol, assim como as regras que tangem essa área e a atuação do goleiro desse esporte.

Gostou do artigo? Confira nosso portfólio de cursos na área de Educação Física e Esporte e utilize o certificado dos cursos para complementar suas atividades acadêmicas.

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde no assunto! Conheça os cursos na área da Educação.

Mais artigos sobre o tema