Características da Ligação Iônica

Características da Ligação Iônica

As Ligações Iônicas são as ligações químicas que ocorrem entre os átomos quando estes reagem entre si a fim de alcançarem a estabilidade.

Segunda a Teoria do Octeto, a estabilidade é atingida quando há 8 elétrons na última camada ou camada de valência.

As principais características da ligação Iônica

Diferentemente das ligações covalentes, em que há o compartilhamento de elétrons, nas ligações iônicas os elétrons são doados ou recebidos pelos átomos.

Também chamada de ligação eletrovalente, a ligação iônica é produzida entre íons (cátions e ânions), daí o termo “iônica”

É uma ligação iônica é um tipo de ligação química baseada na interação eletrostática que ocorre entre íons de cargas opostas, ou seja, íons positivos (cátions) e íons negativos (ânions).

Átomos com grande diferença de eletronegatividade se unem através de ligações iônicas, quando átomos de metais se juntam com átomos de metais, ou quando alguns metais se ligam com átomos de Hidrogênio.

Os metais apresentam alta eletropositividade, e tendência de doar elétrons para se estabilizarem, formando cátonis (íons positivos).

Quem doa elétrons fica positivo. Os metais doam elétrons, pois possuem um, dois ou três elétrons na última camada, sendo mais fácil perderem elétrons, dessa forma, a última camada passa a ser a anterior.

Veja o Sódio:

                         ¹¹Na: 1s2 2s2 2p6 3s1

                                    K     L M

Possui 1 e- na CV, assim, é instável, porém, se ele doar esse elétron, ele terá oito elétrons na camada L, caracterizando configuração estável.

Retículos Cristalinos

Um sólido iônico é um conjunto de cátions e ânions empacotados em um arranjo regular.

Os ametais apresentam alta eletronegatividade, tendência de receber elétrons, formando ânions (íons negativos). Quem recebe elétrons fica negativo.

Os ametais possuem cinco, seis ou sete elétrons na última camada, assim, é mais fácil receber elétrons para alcançarem oito elétrons na CV.

Veja o exemplo do Cloro:

17Cl : 1s2 2s2 2p6 3s2 3p5

O cloro

O Cloro possui sete elétrons na CV, se receber um elétron, ficará com oito elétrons e será estável.

Sempre um cátion e um ânion vão se atrair e formar um composto, uma vez que os opostos se atraem.

Na ligação iônica, os elétrons são transferidos de um átomo para outro. As ligações iônicas são interações fortes (eletrostáticas) e formam retículos cristalinos. Esses retículos apresentam as seguintes características:

  • São sólidos nas CNTP (condições normais de temperatura e pressão);
  • Possuem altos PF (ponto de fusão) e PE (ponto de ebulição);
  • Conduzem corrente elétrica;
  • São solúveis em água.

O cloreto de sódio (NaCl) é um composto iônico. Em sua estrutura existem íons ligados através de ligação iônica. O cloreto de sódio, quando dissolvido em água, origina os íons: o cátion Na+ e o ânion Cl-. Esse fenômeno é denominado dissociação iônica.

Um método para obtermos a fórmula de um composto iônico pode ser dado pelo exemplo a seguir:

Óxido de Alumínio

O : Z = 8   K   L

                   2   6

Al : Z = 13 K L M

                 2  8  3

1 átomo de O ganha 2e- 3O²-

1 átomo de Al perde 3e- 2Al³+

Fórmula : Al2O3

“Esse processo é o troca-troca dos compostos iônicos”.

Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde no assunto!
Conheça os cursos na área da Educação.

Mais artigos sobre o tema

Educação

O saque no volei

O Voleibol, também conhecido como Vôlei, é um dos esportes coletivos mais difundidos e praticados no Brasil. Faz parte da grade curricular da Educação Física

ler artigo »