Classificação das conjunções: Quais são?

As conjunções são vocábulos gramaticais cuja função é reunir ou relacionar orações em um mesmo enunciado. Quando houver duas ou mais palavras com a função de conjunção, dizemos que se trata de uma locução conjuntiva. As conjunções e locuções conjuntivas têm o objetivo de unir duas ou mais orações ou palavras.

Essa classe de palavras pode ser dividida em conjunções subordinativas e conjunções coordenativas, e cada uma dessas classificações possui suas subdivisões conforme a estrutura e o sentido determinados.

As conjunções, assim como as locuções conjuntivas, classificam-se em coordenativas e subordinativas:

Conjunções coordenativas

Ligam termos que exercem a mesma função sintática, ou orações independentes (coordenadas). As conjunções coordenativas subdividem-se em: aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas e explicativas.

Apresentamos a seguir as principais conjunções (e locuções conjuntivas) coordenativas de cada tipo:

a) Aditivas (indicam soma, adição): e, nem, mas também, mas ainda.

b) Adversativas (indicam oposição, contraste): mas, porém, todavia, contudo, entretanto.

c) Alternativas (indicam alternância, escolha): ou, ou… ou, ora… ora, quer… quer.

d) Conclusivas (indicam conclusão): pois (posposto ao verbo), logo, portanto, então.

e) Explicativas (indicam explicação): pois (anteposto ao verbo), porque, que.

Conjunções Subordinativas

Ligam duas orações sintaticamente dependentes. As conjunções subordinativas subdividem-se em: causais, condicionais, consecutivas, comparativas, conformativas, concessivas, temporais, finais, proporcionais e integrantes.

Apresentamos a seguir as principais conjunções (e locuções conjuntivas) subordinativas de cada tipo:

a) Causais (exprimem causa, motivo): porque, visto que, já que, uma vez que, como.

b) Condicionais (exprimem condição): se, caso, contanto que, desde que.

c) Consecutivas (exprime resultado, consequência): que (precedido de tão, tal, tanto), de modo que, de maneira que.

d) Comparativas (exprimem comparação): como, que (precedido de mais ou menos).

e) Conformativas (exprimem conformidade): como, conforme, segundo etc.

f) Concessivas (exprimem concessão): embora, se bem que, ainda que, mesmo que, conquanto.

g) Temporais (exprimem tempo): quando, enquanto, logo que, desde que, assim que.

h) Finais (exprimem finalidade): a fim de que, para que, que.

i) Proporcionais (exprimem proporção): à proporção que, à medida que, quanto mais, quanto menos.

j) Integrantes: que, se (quando iniciam oração subordinada substantiva).

Observe com toda atenção

Assim como ocorre com as preposições, é o contexto que determina a relação estabelecida pela conjunção (ou locução conjuntiva), pois uma mesma conjunção (ou locução conjuntiva) pode estabelecer relações diferentes entre orações.

Note os exemplos abaixo:

Você irá bem na prova desde que estude muito. (A locução conjuntiva desde que está estabelecendo relação de condição.)

Não para de falar desde que a aula começou. (A locução conjuntiva desde que está estabelecendo relação de tempo.)

Gritou tanto que ficou rouca. (A conjunção “que” está estabelecendo relação de consequência.)

Ele gritou mais que eu. (A conjunção “que” está estabelecendo relação de comparação.)

Quer saber mais sobre o assunto? Confira os cursos de Aquisição de Leitura e Escrita e Noções da Reforma Ortográfica, e utilize o certificado dos cursos para complementar suas atividades acadêmicas.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde no assunto!
Conheça os cursos na área da Educação.

Mais artigos sobre o tema

Educação

O saque no volei

O Voleibol, também conhecido como Vôlei, é um dos esportes coletivos mais difundidos e praticados no Brasil. Faz parte da grade curricular da Educação Física

ler artigo »