Receptores sensoriais: Entenda a Classificação

Os receptores sensoriais podem ser classificados de acordo com a natureza do estímulo que captam e também de acordo com o local onde captam os estímulos. Um receptor sensorial, é responsável por reconhecer um estímulo no ambiente, seja esse estímulo interno ou externo, exercendo alguma ação no corpo humano.

Esses receptores, localizam-se nos órgãos dos sentidos, tem a capacidade de transformar um estímulo em impulso nervoso. A classificação dos receptores sensoriais varia de acordo com a natureza dos estímulos que estes são sensíveis.

Natureza do estímulo

De acordo com a natureza do estímulo captado, os receptores podem ser classificados em quatro tipos básicos:

• Quimiorreceptores: São receptores que captam estímulos químicos, são sensíveis a essas substâncias o que acaba gerando o estímulo. Estão localizados na língua e no nariz e são responsáveis, respectivamente, pelos sentidos do paladar e do olfato.

• Termorreceptores: São receptores que captam estímulos térmicos, responsáveis pela sensibilidade relacionado a temperatura. Estão distribuídos por toda a pele, ligeiramente mais concentrados nas regiões da face, dos pés e das mãos.

• Mecanorreceptores: São receptores que captam estímulos mecânicos, como a compressão ou o estiramento da pele e de órgãos internos. Existem dois tipos especiais desses receptores: os fonorreceptores, que captam variações na pressão do ar; e os estatorreceptores, que detectam a posição do corpo em relação à força de gravidade. Esses receptores são responsáveis pelas sensações tácteis e auditivas.

• Fotorreceptores: São receptores que captam estímulos luminosos. São encontrados nos olhos.

Local de captação de estímulos

Conforme o local de onde captam estímulos, os receptores sensoriais podem ser classificados em três tipos básicos.

• Exteroceptores: Receptores que captam estímulos provenientes do ambiente, como luz, calor, sons e pressão. São estímulo de fora do corpo.

• Proprioceptores: Receptores que captam estímulos provenientes do interior do corpo, fornecem informações ao sistema nervoso central sobre a posição do corpo ou determinada força a ter que se aplicar. São encontrados nos músculos, tendões, juntas e órgãos internos.

Interoceptores: São receptores que percebem as condições internas do corpo, como grau de acidez, pressão osmótica, temperatura e composição química do sangue, entre outros.

No organismo humano temos vários tipos de receptores sensoriais especializados, tais como: sistema vestibular, fusos neuromusculares, corpúsculo de Meissner, corpúsculos de Pacini-pressão, discos de Merkel.

Os receptores são responsáveis por identificar os estímulos físicos e químicos, se tornando importante para o funcionamento do corpo humano. Atuando até como elementos de segurança do nosso corpo, exemplo são os receptores sensoriais responsáveis pela sensibilidade a temperatura, o que não nos deixa nos queimar com algo em alta temperatura.

Os estudos acerca dos receptores sensoriais, são de extrema importância pois temos várias especialidades médicas que necessitam dessas sensações fornecidas pelos receptores. O funcionamento dos receptores é importante para o bom funcionamento do organismo humano, tendo como profissional de saúde o neurologista, que trata de algum mal funcionamento ou problemas nesses receptores sensoriais.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o curso de Drenagem Linfática Corporal e Facial, e utilize o certificado dos cursos para complementar suas atividades acadêmicas.

Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto! Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema