Descrevendo os Procedimentos de Planejamento de Aula

A elaboração dos procedimentos do plano de aula remete ao conjunto de ações ordenadas ao qual o educador norteará sua aula em prática. Neste item nota-se a importância de uma sequência lógica e que valorize o tempo da aula, pois são as fases da aprendizagem.

Este item deve conter uma breve descrição das etapas da aula que oriente o educador para sua aula em uma linguagem clara e objetiva, e de fácil entendimento. Uma dica importante é descrever a aula de forma que outra pessoa, caso seja necessário, a execute, com base nos procedimentos descritos.
Os procedimentos relacionados auxiliam o professor a lembrar das ideias formuladas, uma vez que os planos de aula, geralmente, são realizados com antecedência.

Sendo assim, deve-se tomar atenção para a escrita das ideias no futuro, uma vez que as atividades ainda serão realizadas e aos procedimentos da aula que deverão estar relacionados aos conteúdos e objetivos que o educador almeja.

Após a elaboração dos procedimentos faz-se necessário identificar quais os recursos que serão utilizados para a execução da aula.


Procedimentos
No início da aula será proposto um pequeno diálogo com os alunos para a verificação do conhecimento prévio do tema com as perguntas:


– Quem consulta o dicionário com frequência?

– Por que alguém utilizaria um dicionário?

– Qual a utilidade de um dicionário?


Após este diálogo faremos a leitura do texto: O dicionário genial.


Após a leitura e em grupos procuraremos alguns verbetes no dicionário como, por exemplo, as palavras alface e cola que se encontram no texto. A atividade será complementada com a relação de palavras com duplo sentido que identificarem no texto.

Realizaremos as anotações coletivas dos conceitos aprendidos em sala e como atividade extraclasse será proposta uma produção de texto com o tema: as palavras e suas origens.

À construção dos procedimentos das aulas estão atrelados todos os recursos que serão utilizados para que se consiga atingir os objetivos propostos.


Itens importantes a ser considerados para a elaboração dos procedimentos das aulas:


• Escreva o texto no Futuro do Presente do Indicativo, Exemplos: nós escreveremos, apresentarei o texto, etc.

• Liste as ideias de forma organizada, sequencial e com clareza.

• Elabore as atividades de acordo com o tempo da aula. Tente prever quanto tempo levará para a execução de cada atividade.

• A aula é elaborada para o educando. O objetivo do plano de aula visa à aprendizagem do aluno.

• A elaboração dos procedimentos descreve o uso dos recursos e atividades avaliativas da aula.

• Os procedimentos devem ajustar-se ao conteúdo da aula.

• Os procedimentos devem ser adequados aos objetivos propostos.

• Certifique-se que sua aula inclui formas de verificação para que o aluno demonstre o que aprendeu.

• Inclua conceitos, ideias fundamentais e exemplos que facilitem a compreensão do conteúdo.

• Acrescente as questões, exercícios, pesquisas, textos, imagens que façam parte do conteúdo.

Levando-se em conta estes itens pode-se iniciar a construção do espaço educativo, que poderá ser a sala de aula, o pátio, o laboratório. A partir dos procedimentos estruturados pelo educador este espaço educativo se transforma e poderá tornar-se um ambiente de superação e até de desafios pedagógicos que transforma a aprendizagem em significativa para o educando. A partir dos procedimentos das aulas, pode-se ter a real construção do conhecimento e o desenvolvimento das competências na formação do aluno-cidadão.

A prática docente, pedagógica, ativa, o espaço educativo, a sala de aula é o laboratório dos que ensinam e dos que aprendem.

“A primeira constatação que faço é a de que toda prática educativa implica sempre a existência de sujeitos, aquele ou aquela que ensina e aprende e aquele ou aquela que, em situação de aprendiz, ensina também, a existência do objeto a ser ensinado e aprendido – a ser re-conhecido e conhecido – o conteúdo, afinal.” (Freire, 1992)

Paulo Freire destaca a importância da valorização do saber dos alunos, de suas experiências vividas e que na relação da prática educativa não só o educador, mas o educando, ensina.

Assim, considera-se a trajetória de vida dos educandos na elaboração dos procedimentos das aulas, que se tornam assim flexíveis.

Nesta reflexão também contribui Silva (2003) quando destaca que ao considerar as trajetórias de vida dos educandos nos procedimentos das aulas, flexibilizamos os objetivos, os conteúdos, a avaliação e as formas de ensinar, em resumo, recria-se o currículo.

“…para a concretização dessa flexibilidade são importantes os seguinte questionamentos: quem são os meus aprendentes? Que sabem os alunos em relação ao que quero ensinar? Que experiências tiveram? O que são capazes de aprender? Quais são os seus interesses? Quais são os seus estilos de aprendizagem? (…) Esses questionamentos vão possibilitando uma maior aproximação e diálogo da organização pedagógica do trabalho docente com as várias trilhas de aprendizagens e com a estrutura curricular.” (Silva, 2003)

É importante ressaltar que os procedimentos são estabelecidos relacionando-os aos recursos didáticos.

Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde no assunto!
Conheça os cursos na área da Educação.

Mais artigos sobre o tema

Educação

O saque no volei

O Voleibol, também conhecido como Vôlei, é um dos esportes coletivos mais difundidos e praticados no Brasil. Faz parte da grade curricular da Educação Física

ler artigo »