O impressionismo e o expressionismo

Atualmente temos diversos conceitos ligados à forma de arte, e um deles é Arte Moderna. O ponto inicial desse tipo de obra artística foi o movimento impressionista.

Na ocasião da ocasião do surgimento do movimento impressionista, a academia não concebia como arte obras que não representassem paisagens, cenas baseadas na mitologia, iconografia religiosa ou feitos heróicos que retomassem ao tempo dos gregos antigos. Também não se considerava obra prima uma pintura que não apresentasse refinamento técnico. Assim, os impressionistas motivados por um cansaço com essa forma de fazer arte, buscando inovar, ser possível sair dos ateliês e pintar ao ar livre, com intuito de documentar o mundo moderno, criaram o movimento impressionista.

Apesar de todas as críticas e dificuldades sofridas pelos impressionistas, atualmente tem-se o impressionismo como o mais famoso movimento artístico a ganhar forma desde o Renascimento.

O impressionismo é um movimento artístico que surgiu na França no século XIX que criou uma nova visão conceitual da natureza utilizando pinceladas soltas dando ênfase na luz e movimento. Em geral as telas eram concebidas ao ar livre com o intuito de que o artista conseguisse capturar melhor as nuances da luz e da natureza.

Os artistas impressionistas retratam em suas telas os reflexos e efeitos que a luz do sol produz nas cores da natureza. A raiz das cores estava nos raios de sol. Uma mudança no ângulo em como esses raios incidem implica na mudança das cores e tons. É comum um mesmo motivo ser retratado diversas vezes no mesmo local, porém com as variações causadas pelas mudanças nas horas do dia e nas estações ao longo do ano. As telas eram pintadas ao ar livre, o objetivo era criar obras espontâneas, inspiradas na natureza. Vale lembrar que a cor era um elemento que a fotografia ainda não conseguia solucionar (as imagens ainda eram monocromáticas). Foi a partir desse cenário, da metade do século XIX, que surgiram artistas como Claude Monet, que dedicaram-se à singular experiência de mostrar na pintura as cores do mundo.

Já o expressionismo foi um movimento cultural de vanguarda que surgiu nos início do século XX na Alemanha, por intermédio de artistas que estavam interessados na interiorização da criação artística em detrimento da exteriorização, projetando na obra uma reflexão individual e subjetiva. Buscava retratar as inquietudes do ser humano do início do século XX.

Podemos dizer que o Expressionismo foi mais uma maneira de expressão, sendo ele uma atitude em prol dos valores humanos em um momento que politicamente esses valores eram o que menos interessava.

Não há como negar que o expressionismo vem como uma antítese ao impressionismo, uma vez que o segundo tinha seu foco voltado diretamente as luzes e cores, não preocupando-se com os sentimentos humanos e nem com os problemas da sociedade moderna. Já o expressionismo vêm com o intuito de focar nos sentimentos e emoções humanas e interpretar as angústias que formam o homem do início do século XX.

O precursor principal do movimento expressionista, e também artista mais conhecido atualmente desse período, Vicent Van Gogh, que encantou e encanta o mundo com seu estilo único, com a pessoalidade e angústias humanas expressadas em suas obras. Outro importante pintor do período é Edward Munch, famoso mundialmente pela obra O Grito. Vale ainda destacar que o expressionismo transcendeu o mundo das artes plásticas, tendo sua presença marcada também na arquitetura, literatura, música, cinema, teatro, dança, fotografia, e etc.

Uma maneira mais clara de compreender o expressionismo é defini-lo como deformação da realidade para expressar de maneira subjetiva a natureza e o ser humano, focando na expressão dos sentimentos mais do que na descrição direta da realidade.

Com uma temática focada em solidão, miséria, e uso de cores violentas, o expressionismo expressou a amargura que tomava os círculos artísticos e intelectuais da Alemanha, tanto no período da Primeira Guerra (1918-1939), quanto no período entre guerras (1918-1939). Toda essa amargura trouxe a luz um desejo veemente de transformar a vida, de descobrir novas dimensões a imaginação e renovar as linguagens artísticas. O expressionismo trouxe a defesa a liberdade individual, primando a expressão subjetiva, num período cheio de privações e de realidade social turva.

Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde no assunto!
Conheça os cursos na área da Educação.

Mais artigos sobre o tema

Educação

O saque no volei

O Voleibol, também conhecido como Vôlei, é um dos esportes coletivos mais difundidos e praticados no Brasil. Faz parte da grade curricular da Educação Física

ler artigo »