Plano de Aula de Jogo Cooperativo para Educação Infantil

O plano de aula é desenvolvimento a partir de 6 etapas e abaixo vamos desenvolver cada uma delas.

Confira quais são:

01. Tema: Jogo cooperativo – Equilibrando a bola no lençol.

02. Hora/Aulas: de 30 minutos à uma hora.

03. Faixa Etárias: 3 a 6 anos.

04. Objetivo: Promover um jogo que não tenha uma disputa para um só ganhar, que todas as crianças trabalhem em grupo e se envolvam neste jogo; promover diversão e interação durante o jogo; trabalhar o equilíbrio e coordenação motora em grupo, etc.
05. Materiais: Lençol ou tecido grande, bola e balde.

06. Desenvolvimento das atividades:

Parte 1 do plano de aula

A) Montar uma roda ou um quadrado com as crianças, onde todos possam segurar o lençol – escolher um lençol ou um tecido grande para que todos possam brincar juntos.


B) Colocar a bola no centro do lençol e explicar para as crianças que tem que sacudir o lençol para cima e para baixo fazendo a bola pular no lençol, mas que todos tem que ajudar para a bola só pular porque a bola não pode cair.


C) Então neste momento a professora pode cantar uma música enquanto acontece o jogo ou só observar se a bola não cai.
D) Esta parte do jogo, pode começar devagar e depois ficar mais rápido, o que dificulta manter a bola por cima do lençol.

Parte 2 – O desenvolvimento do plano para educação infantil

Está parte do jogo, pode ser feita tanto para as crianças de 5 e 6 anos, como para as de 3 e 4 porém com as menores tem que ser trabalhada depois de passar a parte 1 várias vezes, pois a parte 2 é a evolução da parte 1.


A) O professor coloca um balde um pouco distante da roda das crianças e o objetivo é que as crianças se unam para jogar a bola do lençol dentro do balde.

B) As crianças irão tentar encontrar uma forma de jogar a bola até o balde e sempre que houver o erro ou o acerto a brincadeira poder recomeçar.

C) Durante o jogo, a professora pode mudar o balde de lugar ou as crianças podem rodar ou trocar suas posições para que todas possam experimentar cada ângulo da brincadeira, pois em um ângulo pode exigir mais força e no outro mais leveza, então por isso é bom o revezamento.

Aspectos Cognitivos, Motores e Socioafetivos:

A brincadeira sob o Aspecto Cognitivo

Apesar das crianças serem pequenas a brincadeira estimula que eles criem uma estratégia de jogo, como para o lençol continuar sendo sacudido sem a bola cair, ou como todos juntos podem jogar a bola dentro do balde, etc. Esta brincadeira desenvolve na criança a capacidade de elaborar formas para que todos juntos cumpram o objetivo da brincadeira.

A brincadeira sob o Aspecto Motor

Desenvolve na criança o equilíbrio para não deixar a bola cair ou então para diminuir a velocidade da bola quando jogada no balde; desenvolve a força para sacudir o lençol fazendo a bola pular ou para jogar a bola até o balde; desenvolve a coordenação motora para fazer a bola pular no lençol sem cair.

A brincadeira sob o Aspecto Socioafetivo

Promove a interação entre as crianças, fazendo com que elas brinquem juntas; promove sentimento de igualdade pois sem ter nenhuma disputa de ter o melhor ou pior as crianças ficam com mesmo papel na brincadeira; estimula o gosto por fazer algo em grupo, brincando em grupo todos unidos por um só objetivo, as crianças são estimuladas a perceber como o trabalho em grupo é divertido, e como pode dar certo.

Unindo os aspectos cognitivos, motores e socioafetivos temos o jogo da bola no lençol, onde promovemos elaboração de estratégias de jogo, equilíbrio, força, coordenação motora, interação, sentimento de igualdade, e o trabalhar em grupo, tudo isso mostra como pode ser importante o jogo cooperativo nas fases iniciais da vida de uma criança, o quanto é mais positivo do que negativo este jogo.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os cursos da área e continue nos acompanhando.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde no assunto!
Conheça os cursos na área da Educação.

Mais artigos sobre o tema

Educação

O saque no volei

O Voleibol, também conhecido como Vôlei, é um dos esportes coletivos mais difundidos e praticados no Brasil. Faz parte da grade curricular da Educação Física

ler artigo »