Tipos de circulação sanguínea

A circulação é a passagem do sangue através do coração e dos vasos. No sistema circulatório, o coração consiste funcionalmente em duas bombas distintas, separadas por um septo. A bomba direita recebe sangue desoxigenado do corpo e o envia aos pulmões. A bomba esquerda recebe sangue oxigenado dos pulmões e o envia ao corpo. Cada bomba consiste em um átrio e um ventrículo, separados por uma valva.

O sangue é fundamental para a vida das células, e, além de levar alimento e oxigênio para elas, o mesmo retira delas as substâncias que não são mais úteis e saudáveis. O caminho pelo corpo inteiro ocorre através de veias e artérias, que são subdivididas até que formem vasos totalmente finos, atingindo assim todas as células.

É extremamente importante o papel que o sangue tem no nosso corpo, pois ele tira os nutrientes dos órgãos de digestão e o oxigênio do pulmão para levar as substâncias para todas as células, e, dessa forma, é impulsionado pelo coração, fazendo assim o seu percurso pelas artérias (veias que saem do coração).

O sangue que chega ao átrio direito através da veia cava superior e veia cava inferior é forçado pela contração atrial a passar pela valva tricúspide enchendo o ventrículo direito, este bombeia o sangue através da válvula pulmonar para a artéria pulmonar, chegando aos pulmões.

Nos pulmões ocorrem as trocas gasosas, ou seja, a saída de CO2 do sangue para os pulmões que será eliminado pela respiração e a entrada de O2 para suprir todas as células do corpo (Circulação Pulmonar).

Logo após o sangue é levado até o átrio esquerdo pelas veias pulmonares. A contração do átrio esquerdo força o sangue a passar pela valva mitral para o ventrículo esquerdo. Com sua contração, o sangue passa pela válvula aórtica, chegando à artéria aorta que percorrerá todos os sistemas (Circulação Sistêmica).

O suprimento de sanguíneo nutritivo do coração é realizado pelos vasos sanguíneos coronários. As artérias coronárias principais originam-se dos seios aórticos na porção inicial da aorta ascendente e irrigam a superfície do coração, seus ramos penetram desta à massa muscular cardíaca. O sangue venoso retorna através das veias coronárias, a maioria das quais desemboca no seio coronário.

A circulação colateral é um tipo de circulação onde há comunicação (anastomose) entre artérias e veias entre si que, servem como desvio para o fluxo sanguíneo, ou seja, são canais opcionais de fluxo sanguíneo.

Podem ser em maior ou menor número, dependendo da região do corpo.

Em condições normais nesse tipo de circulação não há muita passagem de sangue através dessa comunicação, mas no caso de haver uma obstrução (parcial ou total) de um vaso mais calibroso que faça parte da rede anastomótica, o sangue passa a circular ativamente por essas variantes.

E por último a circulação portal, onde neste tipo de circulação uma veia interpõe entre duas redes capilares, sem passar por um órgão intermediário.

Isto ocorre na circulação porta hepática vinda, de uma rede capilar no intestino (onde há absorção dos alimentos) e outra rede de capilares no fígado (onde ocorrem os processos metabólicos), ficando a veia porta intermediária entre as duas redes de capilares.

Gostou do nosso conteúdo e ficou interessado em saber mais? Continue acompanhando o conteúdo do portal e venha conhecer os nossos cursos voltados para a área da saúde.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema