Tipos de comércios: Comércio Atacadista e Comércio Varejista

O comércio baseia-se na troca voluntária de produtos. As trocas podem ter lugar entre dois parceiros ou entre mais do que dois parceiros. Na sua forma original, o comércio fazia-se por troca direta de produtos de valor reconhecido como diferente pelos dois parceiros, cada um valorizava mais o produto do outro.
Podemos dividir o comércio nas seguintes categorias:

Comércio Atacadista

é o comércio direcionado aos lojistas, ou seja, àquelas pessoas que compram produtos em uma grande quantidade para conseguir revender depois. O preço para este tipo de comércio é diferente do oferecido aos varejistas, logo, neste caso o preço dos produtos pode ser reduzido em até 50%.

Comércio Varejista

Este é o comércio considerado “popular”, onde a maioria das pessoas está acostumada a comprar. O cliente se direciona a uma loja, escolhe o produto e compra, com os preços que a loja acha ser o ideal. As compras ocorrem em menor quantidade de produtos e a negociação de preços das mercadorias ocorre conforme as normas impostas e oferecidas pelas lojas, cabendo ao cliente solicitar parcelamento do valor ou descontos para a diminuição do mesmo no momento de efetuar o pagamento das mercadorias adquiridas.
As vantagens para quem compra no atacado são indiscutíveis, porém requer algumas modificações e adaptações de documentação para que consiga ser realizada, por isso a grande procura é por lojistas que precisam de cadastros municipais, alvarás de funcionamento do estabelecimento, CNPJ, etc.

Comércio Eletrônico

Atualmente um grande filão das empresas é investir no Comércio Eletrônico. O número de acessos procuram por mercadorias, compras e vendas on-line está em expansão.
A Internet tem auxiliado o aumento desse mercado devido ao excesso de afazeres que a população mundial tem realizado e a comodidade em adquirir produtos através do conforto de sua residência, e a certeza de que a mercadoria será entregue em seu endereço residencial tem atraído cada vez mais clientes.
Há produtos de todos os segmentos: vestuário, sapatos, brinquedos, acessórios de uso pessoal, cosméticos, etc.
Podemos simplificar a seguinte definição: o comércio eletrônico é um tipo de transação comercial onde as partes envolvidas não mantém contato físico, interagem somente eletronicamente.

Vamos dividir o comércio eletrônico em quatro tipos:

  • Negócio-negócio (business-business)
  • Negócio-consumidor (business-consumer)
  • Negócio-administração pública (business-administration)
  • Consumidor-administração pública (consumer-administration)

Muitas empresas aproveitam esta tecnologia para melhorar os níveis de suporte pré e pós-venda, disponibilizando mais informações sobre os produtos, instruções de uso e respostas rápidas aos questionamentos dos clientes.
Apesar de estar mais popularizado, alguns consumidores temem realizar compras via internet por receio de clonagem de cartões de crédito, as empresas devem possuir mecanismos efetivos e confiáveis para garantir a privacidade e segurança das transações realizadas.
Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Comércio e Indústria.

Mais artigos sobre o tema

A Origem do Queijo
Comércio e Indústria

A Origem do Queijo

O queijo existe há pelo menos seis mil anos e sua origem é uma incógnita. Conta à lenda que o primeiro queijo teria sido obtido

ler artigo »
Risco físico no ambiente de trabalho
Comércio e Indústria

Risco físico no ambiente de trabalho

São riscos ambientais que se apresentam em forma de energia como os ruídos, temperaturas extremas, vibrações, radiações ionizantes, radiações não ionizantes, frio, calor, pressões anormais

ler artigo »