Vantagens do gás natural

Vantagens do gás natural

A exploração e utilização do gás natural, segundo conotações de Salgado (2004), por consistir em uma das atividades com um dos maiores potenciais para o desenvolvimento econômico de regiões distintas, com milhões de pessoas envolvidas direta ou indiretamente, seja por meio de produtos e serviços, ou até mesmo por consumo, necessita primordialmente de programas capazes de suprir a intensa demanda mundial que o mercado insere.

A utilização do gás como insumo energético apresenta vantagens substanciais sobre outras fontes fósseis de energia, relacionado estas vantagens primordialmente à segurança e eficiência por se tratar de um elemento mais leve que o ar, incolor, inodoro e não-tóxico, que, no caso de fuga, dissipa-se rapidamente e, como pode ser encontrado na natureza em estado gasoso, o gás natural não necessita ser atomizado para a queima, o que lhe confere uma combustão limpa e eficiente no que se refere ao seu rendimento térmico.

Vantagens do gás natural:

• Baixa presença de contaminantes;

• Combustão “mais limpa”;

• Menor contribuição de emissões de CO2 por unidade de energia gerada;

• Pequena exigência de tratamento dos gases de combustão;

• Maior facilidade de transporte e manuseio;

• Maior segurança;

• Maior contribuição para a diminuição da poluição urbana quando usado em veículos automotivos;

Deste modo Salgado (2004) discute que as questões referentes às vantagens do uso do gás natural em relação a outros combustíveis fósseis dependem intrinsecamente das características do meio onde exista a possibilidade de exploração, produção e consumo, com a introdução de ações consideradas positivas em relação ao seu uso tornando-se, consequentemente, favorável e com resultados satisfatórios.

Portanto, para Salgado (2004) o gás natural é uma fonte de energia que apresenta várias vantagens, estas que se apresentam pelo baixo teor de impacto ambiental, ressaltando que seu uso contribui ainda como fator de diminuição de desmatamentos.

A forma da distribuição

A distribuição por meio de gasodutos diminui a dificuldade de transporte e de manuseamento, bem como o tráfego de veículos pesados, eliminando ainda, os riscos de armazenamento associados a outros combustíveis. Nesse sentido, a existência de gás natural é também, um fator de atratividade de investimento, contribuindo para o desempenho econômico e criação de emprego na região em que estiver inserido.

Sobrepostas às informações de Salgado (2004), se pode mencionar, de acordo com pesquisas realizadas no endereço eletrônico Potigás, que tanto para o consumidor como para a sociedade, as vantagens do uso do gás natural são variadas, a começar pelo custo diferenciado em relação aos demais combustíveis fósseis.

Na atividade industrial e comercial, destacam-se as vantagens

É econômico, custo reduzido comparado a outros combustíveis; sua queima gera uma grande quantidade de energia; proporciona maior eficiência de queima; sua combustão é facilmente regulável; admite grande variação do fluxo; economiza vapor ou eletricidade para aquecimento – não é necessária a otimização; 

  • requer fácil adaptação das instalações existentes; 
  • exige menor investimento em armazenamento/uso de espaço, pois não necessita estocagem; fornecido continuamente 24h/dia – 365 dias/ano que simplifica os controles;
  • proporciona menor custo de manutenção, manuseio do combustível e de outros custos operacionais; prolonga a vida útil dos equipamentos; 
  • reduz a corrosão e não causa incrustações nos equipamentos; 
  • eleva o nível de segurança pessoal e patrimonial reduzindo inclusive custos com seguros ;
  • proporciona ganhos econômicos e financeiros pois não requer estoque e seu pagamento ocorre após o consumo; 
  • reduz problemas de poluição e controle do meio ambiente evitando gastos com sistemas antipoluentes e com tratamento de afluentes; 
  • melhora a produtividade e a qualidade em vários processos produtivos aumentando a competitividade externa dos produtos;
  • proporciona maior segurança. 

Sendo mais leve que o ar, em caso de vazamento, o gás se dissipa rapidamente na atmosfera, diminuindo o risco de explosões e incêndios. Além disso, para que o gás natural se inflame, é preciso que seja submetido a uma temperatura superior a 620 graus centígrados (o álcool se inflama a 200ºC e a gasolina a 300ºC).

Vantagens no Comércio, prestação de serviços e gás residencial:

É também mais econômico. Proporciona maior comodidade e conforto, pois substitui as garrafas e depósitos de gás combustível; abastecimento contínuo, 24h/dia – 365 dias/ano;grande variedade de aplicações. Além do uso como combustível e pode também ser usado na refrigeração de ambientes, aparelhos de ar condicionado e refrigeradores, oxi-corte e motores; proporciona maior segurança, pois não exige estocagem e em caso de um eventual vazamento, sendo o gás natural mais leve que o ar, dissipa-se facilmente; não é tóxico. Proporciona ainda um aumento significativo na qualidade de vida.

Vantagens na Geração de Energia Elétrica:

  • Maior flexibilidade; 
  • geração de energia elétrica junto aos centros de consumo; disponibilidade ampla; 
  • custo bastante competitivo com alternativas de combustíveis; 
  • permite o surgimento de mercado de gás interruptível; 
  • vantagens para a População e a Sociedade; 
  • geração de energia através de uma forma mais econômica e limpa em relação a outros combustíveis; 
  • desenvolvimento regional; maior proteção do ambiente: o gás natural é o combustível fóssil mais limpo; reduz sensivelmente a emissão de poluentes; 
  • contribui para a preservação da natureza e do meio ambiente; 
  • substitui a lenha reduzindo o desmatamento e a desertificação; 
  • melhoria do rendimento energético; diversificação da matriz energética; 
  • redução da dependência do petróleo pelo uso de fontes de energia regional; 
  • aumento da competitividade das empresas; 
  • atração de investimentos externos; redução do uso do transporte rodo-ferro-hidroviário; permite obter as vantagens oferecidas pelo Protocolo de Kyoto.

Vantagens como Combustível Veicular, ou gás natural veicular (GNV):

É mais barato que os outros combustíveis e com um metro cúbico de gás natural é possível rodar mais quilômetros do que com um litro de gasolina ou álcool, a economia total chega a mais de 70 % nos gastos com o veículo, sendo seco não dilui o óleo lubrificante no motor. 

A queima do Gás Natural não provoca depósitos de carbono nas partes internas-meio-ambiente do motor, aumentando sua vida útil do motor e o intervalo de troca de óleo; menor frequência na troca de escapamento dos veículos pois a queima do gás natural; não provoca formação de compostos de enxofre; maior segurança; o abastecimento do veículo é feito sem que o produto entre em contato com o ar, evitando-se assim qualquer possibilidade de combustão; maior versatilidade, pois, o kit de conversão torna os veículos bicombustível; bem como o número crescente de postos de gás natural veicular (GNV).

Diante das citações decorridas acerca das vantagens em diversas áreas de consumo o gás natural, observa-se que o mesmo merece destaque nas questões de maximização de segurança em seus benefícios, pois, sempre tenderá a ocupar as camadas superiores da atmosfera, ou seja, qualquer volume de gás natural que escape e seja colocado em ambiente aberto apresentará alta agilidade de dissipação, e, no caso de ambientes fechados, o gás natural será elevado às partes superiores desses ambientes, ocorrendo facilidade a exaustão, principalmente se houver aberturas de ventilação nas partes superiores.

Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Comércio e Indústria.

Mais artigos sobre o tema

A Origem do Queijo
Comércio e Indústria

A Origem do Queijo

O queijo existe há pelo menos seis mil anos e sua origem é uma incógnita. Conta à lenda que o primeiro queijo teria sido obtido

ler artigo »
Risco físico no ambiente de trabalho
Comércio e Indústria

Risco físico no ambiente de trabalho

São riscos ambientais que se apresentam em forma de energia como os ruídos, temperaturas extremas, vibrações, radiações ionizantes, radiações não ionizantes, frio, calor, pressões anormais

ler artigo »