Importância do Empreendedorismo para a Sociedade

O empreendedorismo destaca-se por seu papel na sociedade para os ganhos individuais, gerados por oportunidades que contribuem para facilitar a expansão econômica, pois inexiste aumento de atividade empreendedora sem que haja crescimento elevado da economia.

Tais motivos levaram muitos estudiosos a pesquisar o impacto do empreendedorismo e do individuo empreendedor, em direção a identificação do seu perfil, como elemento central no sucesso ou fracasso de determinado negócio.

A associação da mortalidade de empreendimentos ao perfil do empreendedor mostra-se como fonte de dados e informações decisivas sobre os fatores de não sobrevivência, que podem beneficiar os programas de promoção de atividade empreendedora, diminuir a execução de projetos inconsistentes e, consequentemente, evitar os desperdícios ou desgaste de recursos sociais, econômicos, e, principalmente, do individuo.

Halloran (1994) explica que os empreendedores obtêm realização através de suas criações e seus legados e, dessa forma, o ponto de partida para encontrar um negócio compatível está na realização de autoanálise com a exigência de que se olhe para o passado, ao se tomar decisões relativas ao futuro, objetivando encontrar o ambiente ideal para sentirem-se realizados.

Drucker (1987) considera que os empreendedores sempre inovam e a inovação constitui-se em instrumento especifico do espírito empreendedor, sendo que o ato que contempla os recursos com a nova capacidade de criar riquezas.

Outras causas para se estudar o empreendedorismo seriam:

• O ser humano: o que compreende três aspectos, a realização pessoal, a criatividade e a emoção;

• O papel da pequena empresa: Marketing de Nicho;

• As pequenas empresas são geradoras de emprego;

• Regra da falência: 99% são de pequenas empresas;

• O engano da ratoeira: não basta ter o melhor produto do mercado, é preciso conhecer bem o cliente;

• O conhecimento puramente tecnológico contribui apenas com 5% da solução global. Os outros 95% dizem respeito ao empresariamento;

• Empreendedores confundem sucesso com oportunidade;

• Velocidade das mudanças;

– Automóvel – 55 anos;

– Telefone – 35 anos;

– Internet – 05 anos.

• Nos últimos 30 anos a taxa de mortalidade das empresas vem subindo. À medida que a velocidade de mudança aumenta, o gerenciamento de grandes corporações fica mais complicado;

• A sociedade global da informação;

• Ensino tradicional nas universidades brasileiras:

– Orientação para o emprego;

– Cultura (valores, comportamentos);

– Baixa percepção da importância da pequena e media empresa para o desenvolvimento econômico;

– Distanciamento dos sistemas de suporte;

– Cultura da grande empresa de ensino.+


• O empreendedorismo é uma Revolução Silenciosa que será para o século XXI bem mais do que foi a Revolução Industrial para o Século XX.

A diferença entre os conceitos de empresários e empreendedor é muito tênue, já que, todo empresário é empreendedor.

Empresário é aquele que possui ou é sócio de alguma empresa, enquanto que o empreendedor é aquele que cria sua própria alternativa e desenvolve a ideia de um negócio com o propósito firme de implementá-la.

Constata-se que as sociedades modernas, os empresários são admirados e alguns cultuados por sua forma de liderar.

Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Administração e Negócios.

Mais artigos sobre o tema