O Que é Flexibilidade?

A flexibilidade é a capacidade de realizar movimentos em certas articulações com apropriada amplitude de movimento. Em situações práticas há a distinção entre dois tipos e neste artigo nós vamos te explicar tudo sobre o assunto.

Tipos de Flexibilidade


Flexibilidade estática: é o caso do espacato em Ginástica Artística, ou seja, uma pessoa realiza uma abertura total das pernas apenas com o apoio do solo.

Flexibilidade ativa: é onde há influências de forças externas.

O que é flexibilidade?

A flexibilidade é considerada por muitos autores como uma capacidade física mista, ou seja, capacidade física coordenativa, na qual exige grande participação do sistema nervoso central e capacidade física condicional, que se refere à capacidade de ser treinável.
A flexibilidade também é considerada uma capacidade física do ser humano que condiciona a obtenção de grande amplitude articular, durante a execução dos movimentos. Ou seja, o quanto que a sua articulação pode movimentar.
Por exemplo, quando uma dona de casa necessita pegar algo embaixo do sofá ela necessita utilizar toda a sua flexibilidade, alongando os músculos das costas e da parte posterior das pernas. Essa mesma flexibilidade é utilizada quando ela vai estender a roupa em um varal, já que a articulação do ombro faz com que o braço se eleve e os músculos são obrigados a se estenderem.

Atenção!

O estudo da flexibilidade, como uma das capacidades físicas, é de crucial importância para diversos esportes bem como para o condicionamento físico de sedentários. Deve-se levar em conta, em todos os casos, que a flexibilidade de uma pessoa é variável, de acordo com seus hábitos e estrutura corporal e que essas diferenças devem ser respeitadas para que os benefícios da flexibilidade atuem de forma global no desenvolvimento do indivíduo.

Agora vamos conhecer as classificações da flexibilidade.

Podemos classificar a flexibilidade quanto à sua abrangência e articulações envolvidas.

Quanto à sua abrangência temos:

a) Flexibilidade geral: observada em todos os movimentos de uma pessoa englobando as suas articulações (juntas);
b) Flexibilidade específica: refere-se a um ou alguns movimentos realizados em determinadas articulações (juntas).

Agora conheceremos a classificação da flexibilidade quanto às articulações envolvidas:

a) Flexibilidade simples:
 ação articular em uma única articulação;
b) Flexibilidade composta: quando o movimento envolve mais de uma articulação.

Como desenvolver a flexibilidade?

É possível desenvolver a flexibilidade com a prática de exercícios físicos e que você pode realizar em casa, principalmente agora em momento pandêmico.
Com rotinas de treinamentos, os exercícios de alongamento que contam com o objetivo de ajudar na prevenção de lesões, promover um ganho de força, desenvolvimento da flexibilidade além de desenvolver um hábito mais saudável na sua vida.
Caso você execute os exercícios em casa, que é uma ótima alternativa, para aqueles que não contam com muito tempo para frequentar a academia ou podem utilizar o horário flexível para a prática, mas, é necessário atenção, pois assim como ocorre com a maioria dos exercícios físicos, é indispensável estar atento ao risco de executar o alongamento de maneira equivocada e se lesionar.
O ideal é realizar uma caminhada de cinco a dez minutos, para que o corpo esteja aquecido antes de se alongar. Portanto, é necessário começar pouco a pouco, principalmente se o praticante estiver meio enferrujado e com pouca flexibilidade.

Gostou desse artigo? Inscreva-se no nosso blog e continue nos acompanhando!

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área de Administração e Negócios.

Mais artigos sobre o tema