Baço aumentado: Principais causas e sintomas

O baço é um órgão interno que possui tamanho de um punho, ele fica no lado esquerdo do abdômen, acima do estômago abaixo das costelas. Quando o baço está aumentado isso não é uma doença, mas o sintoma de que algo está errado no organismo da pessoa.

Algumas das doenças que causam o inchaço do baço são a: mononucleose, leucemia, cirrose hepática e a malária. Quando tratadas o baça volta ao tamanho normal evidenciando assim uma melhora no organismo, se o baço não voltar ao normal uma intervenção cirúrgica será necessária.

Sintomas do baço aumentado

Alguns sintomas do baço aumentado são anemia e fadiga, como esse órgão é responsável por filtrar o sangue e manter os glóbulos brancos saudáveis, quando o baço está inchado ele não desenvolve essa função corretamente e os glóbulos vermelhos acabam ficando escassos e causando uma anemia.

A dor também é um sintoma que pode se desenvolver conforme o baço aumenta. De acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos (U.S. National Library of Medicine), baço inchaço muitas vezes causa dor na parte superior esquerda da cavidade abdominal. Às vezes, a dor pode se irradiar para o ombro esquerdo e também se espalhar para a área do flanco posterior.

Algumas das causas do baço inchado:

Infecções
• Psitacose
• Endocardite bacteriana subaguda
• Brucelose
• Calazar
• Sífilis
• Tuberculose

Cânceres do sangue e distúrbios proliferativos


• Doença de Hodgkin e outros linfomas
• Mielofibrose
• Policitemia vera

Doenças inflamatórias


• Amiloidose
• Síndrome de Felty
• Sarcoidose
• Lúpus eritematoso sistêmico

Doenças de depósito


• Doença de Gaucher
• Doença de Hand-Schüller-Christian
• Doença de Letterer-Siwe
• Doença de Niemann-Pick

Outras causas


• Cistos no baço
• Pressão externa sobre as veias que saem do baço ou das que se dirigem ao fígado
• Coágulo sanguíneo numa veia que sai do baço ou que se dirige ao fígado

O que fazer?

O tratamento do baço aumentado ou inchado como também é conhecido, consiste em tratar, em primeiro lugar, a causa que está na sua origem, que pode ser através da administração de antibióticos, suspensão de certos medicamentos ou substâncias tóxicas e outros tratamentos mais complexos, como o de câncer ou doenças auto-imunes.

Em casos mais graves, em que o tratamento da causa não resolva o problema, pode ser necessário recorrer a uma cirurgia de remoção do baço, chamada de esplenectomia, que geralmente é feita por laparoscopia, sendo de rápida recuperação. É possível ter uma vida normal e saudável sem baço, se forem seguidos os devidos cuidados.

Caso você tenha sentido algum dos sintomas que falamos acima, busque ajuda médica imediatamente. Consulte o seu médico de confiança e estude junto com ele o melhor tratamento para o seu caso.

Gostou do artigo? Inscreva-se no nosso blog, conheça os cursos da área e continue nos acompanhando.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema