Controle motor: O que é?

Controle motor_ O que é_

O controle motor é definido como mecanismo responsável por produzir e controlar os movimentos. Os diversos sistemas do organismo humano, integrados, realizam tal processo.

O sistema nervoso humano se encarrega da execução de diversas funções por meio de suas subdivisões. O resultado de uma ou mais ações se dá devido à ação coordenada destas subdivisões.

Como centro da atenção da fisioterapia, o movimento é primordial para o ser humano. O conhecimento acurado sobre controle motor norteia a abordagem e o direcionamento clínico acerca da função e disfunção do movimento.

Quando realizamos um movimento no espaço, vários processamentos precisam ocorrer nos níveis moleculares, celulares, musculares e neurais para dar vida à ação motora. Em cada um destes níveis, a quantidade de subprocessamentos é muito grande, mesmo quando se trata da execução de movimentos simples.

Mecanismos neurais que integram a postura com o movimento são difundidos ao longo do sistema nervoso central, e são recrutados em padrões que são tarefa e contexto dependentes.

A integração das informações sensoriais

As informações sensoriais são integradas em todos os níveis do sistema nervoso e causam respostas motoras apropriadas, começando na medula espinhal com reflexos relativamente simples, estendendo-se para o tronco cerebral com respostas ainda mais complexas e, finalmente, estendendo-se até o cérebro, onde são controladas as respostas mais complicadas.

Dessa forma, o sistema motor gera movimentos de três tipos, que diferem entre si em sua complexidade e grau de controle voluntário. São eles: reflexos, padrões motores rítmicos e movimentos voluntários.

Entenda os movimentos reflexos

Os movimentos reflexos têm respostas simples, rápidas, estereotipadas, involuntárias, que são integradas na medula espinhal. A substância cinzenta medular é a área de integração não apenas dos reflexos da medula espinhal, mas também de outras funções motoras.

Padrões motores rítmicos

Os padrões motores rítmicos combinam características de movimentos reflexos e voluntários. Podem ser modificados ou interrompidos por impulsos provenientes do encéfalo ou informações sensoriais da periferia.

Entenda os movimentos voluntários

Os movimentos voluntários são proposicionais, têm caráter complexo e sua execução melhora com a prática. Virtualmente todos os movimentos voluntários implicam atividade consciente no córtex cerebral. 

Contudo, a maior parte do controle pelo córtex compreende uma ativação simultânea de múltiplos padrões funcionais armazenados em áreas inferiores, e estes centros enviam a maioria dos sinais ativadores específicos para os músculos.

Deste modo, as funções do controle motor seriam: 

  • Controlar a contração de músculos individuais, 
  • Controlar o momento de execução de um movimento,
  • Planejar ajustes posturais adequados para determinados movimentos, 
  • Compensar a inércia dos membros e a disposição mecânica dos músculos, ossos e articulações antes de iniciar o movimento.

Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema