Etapas do desenvolvimento da criança – Período sensório Motor (até 2 anos)


O período do bebê é bastante complexo, pois nele ocorre à organização do seu desenvolvimento nos aspectos perceptivo, motor, intelectual, afetivo e social. Começará, portanto, com uns poucos reflexos que irão aos poucos se transformando em esquemas senso-motor.

Exemplos: Se você estimular um ponto qualquer na boca do bebê vai desencadear automaticamente o reflexo da sucção; se colocar um dedo na palma da sua mão ele vai segurar firmemente o seu dedo.

Período sensório Motor (0 até 2 anos)

A emoção é o principal canal de interação do bebê com o adulto e com outras crianças. A afetividade entre adultos e criança é caracterizada pelo toque, mudança no tom de voz e expressões faciais que os adultos sempre fazem ao tentar se comunicar com o bebê. Estas expressões vão se tornando cada vez mais cheias de sentido para ele, constituindo um meio de aprendizagem. A partir daí a criança imita outras pessoas e cria suas próprias reações: balança o corpo, bate palmas etc.

Logo que essa criança aprende a andar, fica entusiasmada com a capacidade de locomover-se de um lado para outro, isso para ela é uma grande descoberta, mas ainda anda sem uma finalidade específica. O tempo passa e com a utilização da nova descoberta a criança amadurece o sistema nervoso, aperfeiçoa o andar, passando já a sentir-se seguro para correr e pular.

Essa é a fase em que a criança não fica parada, ela mexe em tudo, explora e é muito curiosa. Já consegue segurar algo para comer ou beber, mas ainda não consegue distinguir bem o uso desses objetos, podendo usá-los também para brincar. Por volta do final do segundo ano de vida, desenvolve a fase do faz-de-conta revive cenas recorrendo somente a gestos.

A importância de jogos de imitação

O jogo imitativo torna-se, portanto, seu melhor instrumento de aprendizagem. São crianças que se encantam com as pequenas estrofes das músicas e versos infantis, que adoram brincar de faz-de-conta e ouvir os contos de fadas. É nesta fase que as bonecas viram filhas, gostam das tintas, do barro, dos restos de papel e raspas de madeira, da areia, da água e da massa de modelar.

Nessa idade também começam a reconhecer a imagem de seu próprio corpo diante do espelho, passando a fazer brincadeiras enquanto observam seu reflexo, aprendem a reconhecer as características físicas começando a construção de sua identidade.

Ficou interessado e quer saber mais sobre o assunto? Confira o curso de Psicologia e Desenvolvimento dos Bebês. Conheça também nosso portfólio de cursos na área de Psicologia.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema