Exemplos de ruídos na comunicação

Os ruídos na comunicação nada mais são do que qualquer elemento que interfira no processo da transmissão de uma mensagem de um emissor para um receptor. Os ruídos podem ser resultados de elementos internos e externos, esses elementos interferem na clareza da mensagem a ser repassada, dificultando a comunicação entre as pessoas, clientes, funcionário e diversos outros agentes.

Existem quatro tipos de ruídos de comunicação sendo eles:

– Físico
– Fisiológico
– Psicológico
– Semântico

Ruído Físico:

É de origem externa, nada mais são do que os sons presentes em determinado lugar, acontecem do lado de fora da janela onde está ocorrendo a comunicação. Exemplos: construções, trânsito intenso, aparelho de som com o volume muito alto, entre outros exemplos que dificultam o receptor de ouvir o que está sendo falado. Esses tipos são muito comuns e acabam gerando um grande desconforto nas pessoas.

Ruído Fisiológico:

Nada mais é do que qualquer questão fisiológica que bloqueie a comunicação. Exemplos: dor de cabeça, dor no corpo, dores devido a alguma doença, entre outros. São elementos físicos que tornam difícil a fala do comunicador com seus ouvintes, ou no caso do receptor, atrapalha o entendimento do que ele está precisando ouvir devido a este problema.

Doenças neurológicas, que afetam diretamente a capacidade de comunicação, são exemplo de ruídos fisiológicos, isso pode ser transposto através de tecnologia, que auxiliam a melhor de comunicação do indivíduo que tem alguma dificuldade, caso do físico Stephen Hawking.

Ruído Psicológico:

É quando o indivíduo que está tentando dar atenção na mensagem propagada, começa a deixar a mente vagar sobre outro assunto. É um ruído presente na cabeça da pessoa, que acaba impedindo o entendimento da mensagem, ou seja, da comunicação em si.

Os ruídos psicológicos acabam interferindo principalmente no receptor da mensagem, que altera sua capacidade de entender o que está sendo dito. Porém, a pessoa que está repassando a mensagem, pode sofrer deste mesmo ruído, afetado sua capacidade de transmitir determinada mensagem de forma clara para os receptores.


Ruído Semântico:

Ocorre quando ouvimos algo que possui um significado diferente, quando a mensagem que está sendo dada possui muitos termos técnicos. Um leigo em astronomia, por exemplo, ao assistir uma palestra sobre o assunto, irá se deparar com terminologias que nunca ouviu, tornando o seu entendimento prejudicado devido ao seu conhecimento limitado sobre o assunto. Esse tipo de ruído de comunicação acontece muito quando lidamos com profissionais tais como: cientistas, advogados, médicos entre outras profissões que utilizam vários termos distintos dos que ouvimos em conversas formais.

Esses tipos de ruídos na comunicação, prejudicam profissionais de diversas área, que tem nas suas funções a necessidade de transmitir alguma mensagem ou ideia, seja longa ou curta. É importante que os profissionais que necessitem usar a comunicação, que diminuam os impactos desses ruídos para que não interfira no entendimento da mensagem que o mesmo está transmitindo.

Gostou do artigo? Confira nosso curso de Comunicação Assertiva. Conheça também o portfólio de cursos na área de Marketing e utilize o certificado dos cursos para complementar suas atividades acadêmicas.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos nas áreas de Marketing e Design.

Mais artigos sobre o tema

Marketing e Design

Sociologia da comunicação

Comunicação social, também conhecida como “mídia” ou “comunicação de massa”, refere-se à transmissão de mensagens, de maneira ativa com o desígnio de atingirem um público

ler artigo »