Fisiologia da inflamação

A inflamação ou processo inflamatório é uma reação dos tecidos a um agente agressor caracterizada morfologicamente pela saída de elementos do sangue (leucócitos) e líquidos para o interstício Agentes inflamatórios – promovem a síntese de moléculas sinalizadoras que induzem os mediadores inflamatórios, resultando em saída de plasma e leucócitos dos vasos e em estímulos para reparar os danos produzidos pelas agressões.
Mediadores pré e pró-inflamatórios originários do exsudato e do infiltrado celular durante a inflamação, possuem grande importância terapêutica, podendo ser inibidos ou estimulados, permitindo, com isso, o controle dos sinais e sintomas do processo infeccioso. Enquanto isso, tipos celulares, como os leucócitos, envolvem-se nesse processo por meio de atividades imunes e alternâncias sucessivas de reações anabólicas e catabólicas.

Eventos:

– Irritação – liberação dos mediadores
(Presença de microorganismo,queimadura, lesão física, etc);
– Modificações vasculares locais;
– Exsudação plasmática e celular;
– Lesões degenerativas e necróticas;
– Eventos que terminam o processo;
-Fenômenosreparativos.

Toda inflamação começa com uma irritação.

  1. Agente biológico: vírus, bactéria, parasitas, etc.
  2. Do próprio organismo, e induz os tecidos agredidos a liberarem moléculas que indicam a presença de agressão- subprodutos da necrose celular.

– A intensidade e o tipo de agressão irá direcionar a resposta inflamatória;
– A inflamação progride porque os mediadores pró-inflamatórios precedem ou sobrepujam os de efeito anti-inflamatório;
– Com a progressão agentes anti-inflamatórios também são produzidos;
– As células do exsudato são a principal fonte dos mediadores.


Os sintomas gerais do processo inflamatório são bem comuns:

1) Vasodilatação induz hiperemia:

– Aumento da temperatura do local, causada pelo aumento da atividade celular na região afetada.
– Vermelhidão, causada pelo aumento do fluxo sanguíneo na região afetada, esse fluxo tem como objetivo levar a maior quantidade possível de leucócitos para combater os agentes patogênicos.

2) Aumento da permeabilidade:

– Inchaço, causado pela formação de edemas.

3) Aumento da pressão tissular:

– Dor, causada pela compressão das terminações nervosas pelos edemas e irritação proveniente da prostaglandina.
– Pus, formado por bactérias, proteínas, células e leucócitos mortos, em geral possui cheiro desagradável.

Funções da Inflamação:

– Matar microorganismos;
– Coordenar reações imunitárias;
– Eliminar células lesadas;
– Reestruturar tecidos.


Fases da inflamação:

As fases da inflamação seguem uma classificação de acordo com a sua evolução, assim abaixo aprensetamos como ela se divide.

  • Fase irritativa: liberação dos leucócitos para combater os agentes invasores.
  • Fase Vascular: aumento da vascularização e permeabilidade no local afetado.
  • Fase exudativa: fase da formação dos edemas.
  • Fase necrótica: nessa fase ocorre a morte dos tecidos inflamados.
  • Fase reparativa: fase que o tecido é reparado através da regeneração (células idênticas às mortas na inflamação) ou cicatrização (formação de tecido fibroso).


É importante destacar que o processo inflamatório é um processo de defesa natural do organismo. Uma inflamação em pequenas proporções como em escoriações pode se curar sozinha, inflamações mais severas como a pneumonia, no entanto, devem ser tratadas com o auxílio de anti-inflamatórios. Conhecendo a fisiologia das inflamações é possível compreender a sua importância bem como a necessidade de auxilio médico caso necessário.

Gostou do nosso conteúdo e ficou interessado em saber mais? Continue acompanhando o conteúdo do portal e venha conhecer os nossos cursos voltados para a área da saúde.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema