Órgãos linfoides: O que são e quais as suas funções?

As principais estruturas que participam da resposta imunitária são os órgãos linfáticos: timo, baço, lifonodos e nódulos linfáticos. Os nódulos são agregados de tecido linfóide localizados nas mucosas dos aparelhos digestório, rspiratório e urinário. O conjunto desses tecidos linfóides associados à mucosa chama-se MALT (Mucosa-Associated-Lymphoid-Tissue). A ampla distribuição das estruturas lifáticas e a constante circulação das células imunitárias no sangue, na linfa e no tecido conjuntivo proporcionam ao organismo um sistema muito eficiente de defesa.

Linfócitos: Se originam na medula óssea, mas os linfócitos T completam sua maturação no timo, quanto os linfócitos B saem da medula já como células maduras. Por este motivo, a medula óssea e o timo são chamados de órgãos linfáticos centrais (primários). Através do sangue e da linfa, os linfócitos migram dos órgãos linfáticos centrais para os órgãos linfáticos periféricos (secundários) (baço, linfonodos e MALTs), onde se proliferam e continuam sua diferenciação. A partir dos linfócitos T e B há outros subtipos de linfócitos relacionados a eles, porém diferentes por apresentarem proteínas de membrana específicas. Pelos preparados histológicos comuns é impossível diferenciar um linfócito T de um B, sendo necessária a realização de técnicas específicas para sua indetificação, porém deve-se tomar ciência que os linfócitos T localizam-se predominantemente na região denominadas timo-dependentes (paracortical (córtex inerno) dos linfonodos, bainhas periarteriais da polpa branca do baço e partes das placas de Peyer). Os linfócitos B predominam nas demais regiões dos tecidos lifóides.


A produção de linfócitos é a principal função órgãos linfoides. Os linfócitos exercem importante papel no desenvolvimento das respostas imunológicas, produção de anticorpos e reações imunes.

Tecido linfático associado às mucosas (MALT): localizados na mucosa e submucosa dos tratos respiratório, digestório e gênito-urinário. Em certos pontos esses tecidos de arranjo difuso tornam-se bem estruturados como as tonsilas e as placas de Peyer do intestino delgado. Assim, vale destacar as tonsilas palatinas, faringiana e as linguais. 


O baço situa-se no lado esquerdo da cavidade abdominal, junto ao diafragma, ao nível das 9ª, 10ª e 11ª costelas. Apresentam duas faces distintas, uma relacionada com o diafragma e outra voltada para as vísceras abdominais.

Na face visceral localiza-se o hilo do baço, por onde penetram vasos e nervos.

O timo é um órgão linfático situado na porção anterossuperior da cavidade torácica, abaixo do osso esterno.


Na infância possui tamanho considerável e exerce importante papel na defesa orgânica, porém com o passar dos anos vai atrofiando-se gradualmente até a idade adulta, quando pode inclusive ser totalmente substituído por tecido adiposo.

As tonsilas são vários tecidos linfoides situados na mucosa de revestimento das cavidades bucal e faríngea. As tonsilas palatinas localizam-se uma em cada lado da parede póstero-lateral da garganta, as tonsilas faríngeas localizam-se na parte nasal da faringe e as tonsilas linguais estão localizadas na face dorsal da língua.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira os cursos de Drenagem Linfática Corporal e Facial e Abdominoplastia: pré e pós-operatório, e utilize o certificado dos cursos para complementar suas atividades acadêmicas.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema