Os efeitos do plasil

Plasil é o nome comercial do medicamento similar, fabricado e distribuído no país pelo laboratório farmacêutico Greenpharma, o qual possui como princípio ativo o Cloridrato de Metoclopramida. Possui registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) como sendo um fármaco utilizado para tratar os distúrbios da motilidade gastrointestinal. Este medicamento é indicado para náuseas, vômitos de origem central ou periférica, onde também é utilizado para facilitar os procedimentos radiológicos do trato gastrointestinal.

A metoclopramida pode ser comprada em farmácias na forma de comprimidos, gotas ou solução injetável, por um preço que pode variar entre três e trinta e quatro reais, dependendo da forma farmacêutica, dimensão de embalagem e da escolha entre a marca ou o genérico. Este medicamento só pode ser vendido mediante apresentação de receita médica.

O tratamento com cloridrato de metoclopramida não deve exceder 3 meses devido ao risco de discinesia tardia.Respeite o intervalo de tempo de ao menos 6 horas, especificado no item posologia, entre cada administração de cloridrato de metoclopramida,mesmo em casos de vômito e rejeição da dose, de forma a evitar superdose.

O Cloridrato de Metoclopramida possui algumas reações adversas, as mais frequentes são: sonolência, inquietação, fadiga e lassidão, insônia, dor de cabeça, tontura, náuseas, sintomas extrapiramidais, galactorréia, ginecomastia, erupções cutâneas, distúrbios intestinais.

A metoclopramida não deve ser usada em pessoas com hipersensibilidade a qualquer um dos componentes presentes na fórmula e em situações em que a estimulação da motilidade gastrointestinal seja perigosa, como em casos de hemorragia, obstrução mecânica ou perfuração gastrointestinal.

Além disso, também não deve ser usado em pessoas epiléticas, que estejam a tomar medicamentos que possam causar reações extrapiramidais, pessoas com feocromocitoma, com histórico de discinesia tardia induzida por medicamento neurolépticos ou metoclopramida, pessoas com doença de Parkinson ou com histórico de metemoglobinemia.

Este medicamento é também contraindicado para crianças com menos de 1 ano de idade e não é recomendado em pessoas com menos de 18 anos, grávidas ou mulheres que estejam a amamentar, a não ser que seja indicado pelo médico.

O tratamento com cloridrato de metoclopramida não deve exceder 3 meses devido ao risco de discinesia tardia.Respeite o intervalo de tempo de ao menos 6 horas, especificado no item posologia, entre cada administração de cloridrato de metoclopramida,mesmo em casos de vômito e rejeição da dose, de forma a evitar superdose.

Há uma certa confusão a respeito deste nome, pois existe um medicamento fabricado no Paraguai com comercial parecido, o Pramil®. O Pramil® fabricado no Paraguai não possui registro na ANVISA, por isso a distribuição e comercialização no país são consideradas como crime de contrabando. O Pramil® do Paraguay possui como princípio ativo a Sildenafila, medicamento utilizado para problemas de disfunção erétil.

No País temos o Viagra® fabricado e distribuído pelo laboratório farmacêutico Pfizer que tem como princípio ativo a Sildenafila. Tome cuidado, não adquira medicamento sem prescrição médica, procure sempre o seu médico e/ou farmacêutico de confiança, eles são os profissionais que podem orientar sobre o uso correto do medicamento, ou qualquer outra informação sobre qualquer medicamento.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema