Posição anatômica: Planos de delimitação e secção

 

Quando iniciamos o estudo da anatomia, uma das coisas mais importantes que precisamos conhecer é a posição anatômica e assim conseguir descrever as estruturas anatômicas de acordo com essa posição. Essa posição padrão é essencial, pois, em qualquer lugar do mundo que estivermos estudando, por exemplo, a anatomia, a posição anatômica será a mesma. 

Mas não é só na anatomia que precisamos saber de posição anatômica. Ao passarmos pela semiologia e propedêutica, ela se faz também essencial, pois ao descrever a anamnese e o exame físico é indispensável que conheçamos a posição anatômica, para nos localizarmos e descrevermos da forma correta tal exame clínico, para que outro profissional que venha examinar o paciente, entenda corretamente a sua descrição. 

A delimitação da posição

Na posição anatômica o corpo humano pode ser delimitado por planos imaginários tangentes à sua superfície, formando um sólido geométrico do tipo paralelepípedo.

Os seguintes planos de delimitação são formados. Dois verticais, sendo, um tangente ao ventre, nomeado de plano ventral ou anterior e outro ao dorso, nomeado de plano dorsal ou posterior. É importante fixar que os planos ventrais e dorsais são ditos ao tronco e anterior e posterior aos membros.

Continuando, mais dois planos verticais tangentes ao lado do corpo são formados. São os planos laterais direito e esquerdo.

E finalizando, o nosso corpo é formado também por dois planos horizontais, um tangente à cabeça, nomeado de plano cranial ou superior e outro à planta dos pés, chamado de podálico ou inferior.

Os quatros planos de secção imaginários


Mas, não podemos esquecer os quatros planos de secção imaginários que cruzam o nosso corpo na posição anatômica. O plano mediano, o sagital, coronal ou frontal e transversal.

Plano Mediano: o plano mediano é um plano vertical, que “corta” imaginariamente o corpo longitudinalmente, dividindo assim em duas metades “equivalentes” direita e esquerda

Planos Sagitais: Também são verticais, e “cortam” o corpo longitudinalmente paralelamente ao plano mediano, e assim podem ser chamados também de planos sagitais paramedianos. 

Planos frontais: os planos frontais são conhecidos também como planos coronais. Eles atravessam o corpo verticalmente, mas diferentemente do plano mediano, que divide em direito e esquerdo, os planos frontais dividem em anterior e posterior. 

Planos Transversos: São os únicos planos horizontais, dividem o corpo em parte superior e parte inferior. 

Esses planos podem ser obtidos em diferentes níveis, como se fossem realmente cortes. Por isso, muitos utilizam os planos para descrever os cortes, muito realizados em anatomia e até mesmo em cirurgia. Os principais cortes observados na anatomia são os cortes longitudinais que englobam os planos medianos, sagitais e frontais.

Os cortes transversos relacionados ao plano transverso (horizontal). E existem também os cortes oblíquos, que são cortes que fogem da orientação dos planos descritos. 

Esses cortes são importantíssimos em descrições observadas na radiologia, especialmente quando se estuda tomografia computadorizada, que faz imagens de diversas “fatias” do corpo humano. 

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o curso de Anatomia Humana.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Biologia.

Mais artigos sobre o tema