Resultados dos exames Citopatológicos

O câncer de colo útero é uma doença de progressão lenta e pode apresenta uma fase pré-clínica, onde não há manifestação sintomática, apenas alterações intra-epiteliais. O grande número de casos de câncer de colo do útero, justificam as ações de prevenção e diagnóstico precoce. A detecção precoce deverá ser realizada a partir do rastreamento precoce das lesões e também do tratamento adequado – dentre as técnicas de rastreamento de lesões o exame citopatológico do colo uterino é considerado o mais seguro e eficiente.

A realização preventiva do exame do colo do útero uma vez por ano é recomendada pelo Ministério da saúde, em mulheres dos 25 aos 60 anos, a justificativa da idade se dá pela baixa prevalência de casos em mulheres até 24 anos, onde na presença dos casos o rastreamento não é tão eficaz.

O tipo histológico mais comum em resultados de câncer de colo de útero é o carcinoma de células escamosas, que acomete de 85 a 90% dos casos onde o câncer é confirmado. O principal fator para desencadeamento de lesões cancerígenas é a infecção pelo papiloma vírus humano (HPV), porém só a infecção não é fator diagnóstico para câncer do colo do útero. A infecção HPV é considerada uma das doenças sexualmente transmissíveis de maior disseminação atualmente.

O exame citopatológico do colo uterino é uma maneira segura de rastrear o câncer do colo do útero, no entendo, não é infalível.

Existe a possibilidade do exame apresentar um falso negativo, e alguns fatores podem contribuir para o resultado:

– coleção inadequada de células;

– uma pequena quantidade de células anormais;

– sangue ou células inflamatórias na coleção.

Para garantir uma eficácia do diagnósticos alguns cuidados devem ser tomados antes da realização do exame:

– evite o uso de geleias, cremes ou medicamentos vaginais antes da realização do exame;

– de preferência não agende seu exame em período menstrual.

RESULTADOS

Resultados normais:

Quando após coleta do exame identificam-se apenas células cervicais normais.

Resultados anormais:

Se forem detectadas células anormais, será definido como um resultado positivo. Porém, apenas o resultado positivo não é o suficiente para diagnóstico do câncer de colo de útero, isso vai depender do tipo de célula descoberta durante o exame.

Células escamosas atípicas de significado indeterminado (ASC-US)

As células escamosas são finas e planas e crescem na superfície de um colo do útero saudável. No caso do ASC-US, o examecitopatológico revela células escamosas com alterações discretas, mas as alterações não sugerem claramente a presença de células pré-cancerosas.

Com o teste em base líquida, se pode reanalisar a amostra para verificar a presença de vírus conhecidos por promover o desenvolvimento de câncer, como alguns tipos de vírus do papiloma humano (HPV).

Lesão intra-epitelial escamosa

Este termo é usado para indicar que as células coletadas do exame citopatológico podem ser pré-cancerosas.

Se as alterações forem de baixo grau, significa que o tamanho, a forma e outras características das células sugerem que, se uma lesão pré-cancerosa estiver presente, é provável que demore anos para se tornar um câncer.

Se as alterações forem de alto grau, há uma chance maior de a lesão evoluir para câncer.

Células glandulares atípicas 

As células glandulares produzem muco e crescem na abertura do colo do útero e dentro do útero. As células glandulares atípicas podem parecer um pouco anormais, mas não está claro se são cancerígenas.

Mais testes são necessários para determinar a fonte das células anormais e seu significado.

Carcinoma ou adenocarcinoma

Esse resultado significa que as células coletadas para o exame citopatológico parecem tão anormais que o patologista pode iniciar investigação do câncer de colo do útero.

“Carcinoma” refere-se a cânceres que surgem nas células da superfície plana da vagina ou do colo do útero. 

“Adenocarcinoma” refere-se a tumores que surgem nas células glandulares. Se tais células forem encontradas, seu médico recomendará uma avaliação imediata.

Se o exame citopatológico for anormal, o médico poderá executar um procedimento chamado colposcopia usando um instrumento de ampliação especial (colposcópio) para examinar os tecidos do colo do útero, vagina e vulva.

O médico também pode colher uma amostra de tecido (biópsia) de qualquer área que pareça anormal. A amostra de tecido é então enviada ao laboratório para análise e diagnóstico definitivo.

Portanto o laudo citológico tem caráter presuntivo, necessitando correlação clínico / colposcópica e ou estudo histopatológico quando pertinente.

Gostou do nosso conteúdo e ficou interessado em saber mais? Continue acompanhando o conteúdo do portal e venha conhecer os nossos cursos voltados para a área da saúde.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema