Sinais vitais: quais são?

Você já ouviu falar ou conhece os sinais vitais do corpo humano? Sabia que existem equipamentos próprios para verificar os sinais e que a verificação deve ser feito com extrema cautela?
No artigo de hoje vamos explicar mais afundo sobre esse tema. Continue com a gente.

O que são os sinais vitais?


Os sinais vitais do corpo humano são constituídos pela temperatura, pulso, respiração e pela pressão arterial.
Ou seja, os sinais vitais são indicadores do estado de saúde e da garantia das funções circulatórias, respiratória, neural e endócrina do corpo. A frequência da sua verificação, bem como as suas anotações, deve ser de acordo com a prescrição médica e/ou de enfermagem, e variam conforme a condição clínica do paciente.

Quantos e Quais são os sinais vitais?

Os sinais vitais compreendem a temperatura, frequência respiratória, frequência cardíaca e pressão arterial. Os profissionais adequados para examiná-lo são os profissionais da área da saúde e na falta deles, é possível tentar medir em casa, mas em casos de qualquer dúvida ou alteração, busque auxílio médico imediatamente.
Temperatura: é medido pelo termômetro e tem como objetivo medir o calor produzido e o calor perdido. Nesse caso o aparelho deve ficar no paciente por cerca de cinco á dez minutos. Para ser considerada normal, a temperatura do corpo deve estar na casa dos 36°C a 37°C.
Pulso e respiração: Esses componentes são verificados através do pulso, pois o paciente pode interferir, parando ou alterando o ritmo respiratório.

A média normal do pulso


• Lactantes: 110 a 130 batimentos por minutos (bpm);
• Abaixo dos 7 anos: 80 a 120bpm;
• Acima de 7 anos: 70 a 90 bpm;
• Puberdade: 80 a 85 bpm;
• Homem: 60 a70 bpm;
• Mulher: 65 a 85 bpm;
• Acima dos 60 anos: 60 a 70 bpm.

Valores normais da respiração


• Homens: 16 a 18 mpm (movimentos por minutos);
• Mulher: 18 a 20 mpm;
• Criança: 20 a 25 mpm;
• Lactantes: 30 a 40 mpm.

Pressão arterial

É a medida da força do sangue contra as paredes das artérias. A medida da pressão arterial compreende a verificação da pressão máxima chamada sistólica e pressão mínima diastólica.

Pressão sistólica

Pressão arterial sistólica é o maior valor verificado durante a aferição de pressão arterial. Exemplo: 120×80 significa: 120 refere-se à pressão arterial sistólica e 80 refere-se à pressão arterial diastólica, ambas medidas em milímetros de mercúrio. 

Pressão diastólica

Pressão arterial diastólica é o menor valor verificado durante a aferição de pressão arterial. Exemplo: 120×80; em que 120 refere-se à pressão arterial sistólica e 80 refere-se à pressão arterial diastólica, ambas medidas em milímetros de mercúrio.
É considerada normal uma leitura menor que 120/80 (ou 12/8). Valores maiores que esses são classificados como hipertensão (pressão alta) e o paciente deve procurar um médico cardiologista. Ela também pode ser medida fora dessas condições em pacientes que estão sendo resgatados de situações de urgência ou emergência.


Gostou do artigo? Inscreva-se e continue nos acompanhando!

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema