Termos técnicos da enfermagem e seu uso

Registros de enfermagem são as anotações realizadas em prontuário por enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, e tem como finalidade fornecer informações a cerca da assistência prestada ao paciente, facilitando a comunicação entre as equipes de saúde e assegurando um registro legal das informações do paciente no momento da sua internação.

Registro de Enfermagem e para que serve?

O registro de enfermagem é essencial para o desenvolvimento do SAE (sistematização da assistência de enfermagem), pois através desses registros é possível identificar mudanças no estado de saúde do paciente, sendo assim possível traçar nossas estratégias no seu plano de cuidado. Dessa forma prioriza-se que os registros de enfermagem sejam claros, com data e hora e sempre assinados e carimbados pelo profissional responsável pelo registro, pois é um documento legal que assegura a assistência ao paciente.

Visando um melhor entendimento dos registros dos profissionais da saúde alguns termos técnicos são rotineiramente usados ao se falar de cuidado e assistência ao paciente, sendo eles:

  • afagia: impossibilidade de deglutir;
  • afasia: perda da capacidade de fala;
  • Algesia: sensibilidade a dor;
  • Anasarca: edema generalizado:
  • Anisocoria: desigualdade no diâmetro das pupilas;
  • Apneia: suspensão voluntária ou involuntária de ventilação;
  • Bacteremia: presença de bactérias patogênicas no sangue;
  • Bradicardia: pulsação lenta do coração (menor que 60bpm);
  • Cefaleia: dor de cabeça;
  • Cianose: pele ou mucosa com coloração azulada;
  • Diplegia: paralisia bilateral;
  • Disfagia: deglutição prejudicada;
  • Dispneia: respiração irregular;
  • Diurese: eliminação urina;
  • Edema: acúmulo de líquido nos tecidos;
  • Êmese: vômito;
  • Eupneico: respiração regular;
  • Filiforme: fino;
  • Glicemia: relativo a glicose no sangue;
  • Hemácia: glóbulos vermelhos no sangue;
  • Hematemese: vômito com sangue;
  • Hematúria: sangue na urina;
  • Hemiplegia: paralisia de um lado do corpo;
  • Hipertermia: temperatura do corpo elevada;
  • Isquemia: deficiência local e temporária de sangue;
  • Melena: evacuação com sangue;
  • Mialgia: dor muscular;
  • Miose: diminuição do diâmetro da pupila;
  • Oligúria: diminuição de urina;
  • Paresia: paralisia parcial;
  • Piuria: pus na urina;
  • Prurido: coceira;
  • Quelóide: excesso de tecido conjuntivo na cicatriz;
  • Síncope: perda súbita dos sentidos;
  • Taquicardia: aceleração dos batimentos cardíacos;
  • Torpor: estados de sonolência;
  • Vertigem: perda ou desorientação do equilibrio;
  • Vesical: referente à bexiga.

O objetivo da unificação dos termos

A adesão dos termos técnicos na enfermagem visa padronizar as evoluções e facilitar a comunicação entre todos os profissionais que possam vir atender o paciente. Essa linguagem específica faz com que tudo que é realizado no paciente e registrado junto aos registros médicos esteja disponível de maneira clara e entendível para desde o técnico de enfermagem que possa precisar realizar alguma intervenção ou ministrar alguma medicação, até o médico especialista que venha a tratar o paciente.

Ficou interessado em saber mais termos e conhecer mais do mundo da enfermagem? Siga acessando nosso portal, estamos sempre buscando falar sobre os assuntos mais relevantes e focados em trazer conhecimento para você. Aproveite e conheça também nossas opções de cursos voltados à área da saúde e venha se especializar e aumentar ainda mais sua gama de conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema