Ventilação e perfusão

O fluxo sanguíneo dos pulmões possui uma distribuição regional, por exemplo, a área acima do coração recebe menos sangue que as áreas abaixo, isso por causa da gravidade.

Para cada cm do pulmão acima do coração perde-se 1cm/H2O pressão hidrostática, por isso há regiões no pulmão que:

1. Quase nunca são perfundidas por sangue;

2. Aonde o sangue chega apenas durante a sístole;

3. Outras aonde o sangue chega durante a sístole e a diástole.

A relação ventilação/perfusão ideal é 1 ou seja V=P.

A relação V/P no pulmão todo é cerca de 0,8.

A ventilação é maior na base pulmonar e vai decrescendo em direção ao ápice.

Nos pulmões há dois tipos de circulação: a pulmonar (finalidade de fazer as trocas gasosas) e a brônquica (que faz a nutrição do pulmão).

Troca e transporte de gases:

• Após os alvéolos serem ventilados com ar fresco, a próxima etapa no processo da respiração é a difusão do O2 dos alvéolos para o sangue e do CO2 no sentido oposto do sangue para os alvéolos;

• Esta troca ocorre nas membranas respiratórias (todas as superfícies pulmonares) por meio de difusão, ou seja, tanto O2 quanto o CO2 passam do meio mais concentrado para um meio menos concentrado;

• Como se pode perceber tanto O2 quanto CO2 tem um sentido oposto durante a difusão.

A difusão depende de cinco fatores:

1. Solubilidade do gás em um líquido;

2. A área da reação transversa do líquido;

3. A distância por meio da qual o gás deve difundir;

4. Peso molecular do gás;

5. Temperatura do gás.

A maioria dos gases com importância na fisiologia da respiração possui uma solubilidade muito baixa no sangue e o inverso ocorre nos lipídios por meio da membrana celular onde são muito solúveis.

Quando há edema a membrana celular aumenta em muito a sua espessura, com isso se tem uma maior dificuldade para ocorrer a difusão.

Composição do ar alveolar e sua relação com o ar atmosférico, ao nível do mar

O ar alveolar não apresenta de modo algum as mesmas concentrações gasosas do ar atmosférico, pois:

• O ar alveolar é substituído parcialmente por ar atmosférico a cada respiração;

• O O2 está constantemente sendo absorvido dos alvéolos para o sangue;

• O CO2 está em difusão constante do sangue para os alvéolos;

• O ar atmosférico seco que penetra nas vias aéreas é umidificado antes de chegar aos alvéolos.

A velocidade de renovação do ar alveolar pelo ar atmosférico ocorre de maneira muito lenta, pois em um indivíduo normal após a respiração no final da expiração o volume de ar que permanece no pulmão é de cerca de 2.300ml, todavia apenas 350 ml chegam aos alvéolos a cada respiração normal, como consequência disso o ar renovado a cada respiração é de apenas 1/7, pois 2300/350 = 0,007.

Esta renovação lenta do ar é importante para evitar:

• Alterações súbitas da concentração de gases no sangue;

• Evitar o aumento ou diminuição excessiva na oxigenação dos tecidos;

• Alterações súbitas da concentração de CO2 tecidual;

• Alterações excessivas do pH do sangue e tecidos, quando a respiração é interrompida.

Concentração e pressão de O2 nos alvéolos:

• É controlado em 1° lugar pela velocidade de absorção de O2 pelos capilares;

• É controlado em 2° lugar pela velocidade da entrada do novo O2 para os pulmões pelo processo da ventilação.

Concentração e pressão de CO2 nos alvéolos:

• O CO2 é continuamente formado no organismo, sendo também continuamente liberado nos alvéolos e a partir daí para fora do corpo;

• A concentração de CO2 no sangue é muito mais importante que a de O2, e a causa disto veremos mais adiante;

• Se o gás for solúvel no líquido (plasma) ele exerce pouca pressão este é o caso do CO2 que demora a saturar, já o O2 é muito pouco solúvel em meio líquido saturado mais rapidamente.

PV (pressão venosa pulmonar)O2- 40mmHg

PV (pressão venosa pulmonar)CO2 -45mmHg

Pa (pressão artéria pulmonar)O2- 104mmHg

Pa (pressão artéria pulmonar)CO2 – 40mmHg

PA (pressão alveolar)O2 – 100mmHg

PA (pressão alveolar)CO2 -40mmHg

Gostou do conteúdo e ficou interessado em saber mais? Siga acompanhando nosso portal e fique por dentro de todas nossas publicações. Aproveite também para conhecer nossos cursos e ampliar seus conhecimentos.

Receba novidades dos seus temas favoritos

Se aprofunde mais no assunto!
Conheça os cursos na área da Saúde.

Mais artigos sobre o tema